Connect with us

Hi, what are you looking for?

Ciência

Pesquisadores descobrem como o esperma humano realmente nada

esperma-humano-realmente-nada
A cabeça (vermelha) gira conforme a cauda (azul) bate em apenas um lado.

Há pelo menos três séculos os pesquisadores vêm tentando descobrir como o esperma humano realmente nada. Conforme uma pesquisa publicada recentemente, eles agitam suas caudas de maneira torta e rolam para equilibrar os golpes de fora para dentro. Antes disso, os cientistas imaginavam que eles nadavam de maneira reta, girando suas caudas como se fossem hélices.

Segundo um estudo publicado na Science Advances, resultado de uma microscopia 3D de alta velocidade realizada em laboratório, o esperma se movimenta com sua cauda, como se estivessem perfurando o fluido circundante. Há mais de 300 anos, a pioneira em microscopia Antonie van Leeuwenhoek, descreveu que as células seguiam um padrão simétrico, como se fossem uma cobra ou enguia.

Agora, com uma análise feita em três dimensões, os pesquisadores perceberam que o esperma se move de uma maneira equilibrada, mas não como havia sido relatado há três séculos.

Continua depois da publicidade

Estudo revela como o esperma humano realmente nada

O estudo foi conduzido pelo matemático da Universidade de Bristol, na Inglaterra, Hermes Gadelha. Junto com seus colegas, utilizou um rastreamento automatizado do esperma e análises matemáticas para chegar a um resultado. Assim, o movimento da cauda do esperma foi dividido em dois componentes.

Dessa forma, os pesquisadores perceberam que uma das manobras era feita apenas para um dos lados da célula. Enquanto isso, um segundo componente de movimento faz o espermatozoide girar, equilibrando os seus traços, evitando que ficasse andando em círculos. Aliás, ao olhar de cima a cauda parece fazer um movimento simétrico como citado por van Leeuwenhoek.

Entretanto, ao analisar este movimento em um sistema 3D complexo, foi verificado que o esperma estava nadando para frente. Segundo o especialista em fertilidade Universidade de Sheffield, na Inglaterra, Allan Pacey, essa descoberta foi um grande passo na compreensão do movimento dos espermas.

Continua depois da publicidade

Contudo, é necessária uma investigação extra para descobrir como o esperma humano realmente nada durante a reprodução. Conforme Pacey, essa pesquisa adicional pode até mesmo apresentar resultados positivos quanto ao tratamento da infertilidade.

Com informações de ScienceNews.

Continua depois da publicidade
Erik Behenck
Publicado por

Erik Behenck é jornalista, adora novas descobertas e apaixonado pela escrita.


Populares hoje

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...