Connect with us

Hi, what are you looking for?

Notícia

Encontrado gelo na superfície da Lua

Manchas de gelo ao redor dos polos norte e sul da Lua podem fornecer uma fonte de água para humanos, dizem os astrônomos.

De  para o The Guardian.

Astrônomos encontraram manchas de gelo espalhadas pelos polos norte e sul da Lua, gelo que poderia um dia fornecer uma fonte de água para os futuros visitantes humanos.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Os cientistas descobriram a assinatura reveladora de água congelada em medidas de infravermelho feitas pelo mapeador de mineralogia da Nasa, um instrumento que voou na missão indiana Chandrayaan-1 para a Lua há uma década.

Os dados recém-analisados ​​mostram que o gelo de água se esconde no solo em vários pontos próximos às regiões polares da Lua, permanentemente na sombra e protegidos do calor dos raios solares.

A maior parte do gelo foi encontrada perto do polo sul da Lua em torno de um conjunto de crateras batizadas com o nome de cientistas e exploradores, incluindo Haworth, Shoemaker, Sverdrup e Shackleton. No polo norte, os fragmentos de gelo pareciam mais isolados, de acordo com Shuai Li, do Instituto de Geofísica e Planetologia do Havaí, em Honolulu.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Medições de acompanhamento dos fragmentos de gelo descobriram que eles tendem a se formar onde a temperatura da superfície nunca fica acima de -163ºC. Mas a temperatura sozinha não foi suficiente para garantir água congelada: apenas 3,5% das áreas sombreadas que os cientistas verificaram a presença de água revelaram sinais notáveis de gelo.

Os pontos verdes e cianos indicam a presença de gelo de água. Foto: PNAS

As imagens são a primeira “evidência direta e definitiva” que é apresentada da existência de gelo de água na superfície da Lua, de acordo com um estudo publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences. “Estes depósitos de gelo podem ser utilizados como um recurso in situ na futura exploração da Lua”, escrevem os autores.

A Agência Espacial Indiana lançou sua missão Chandrayaan-1 para a Lua em 2008 e foi rapidamente recompensada com evidências de água congelada na superfície lunar um ano depois. Em vez de folhas de gelo na superfície, acredita-se que a água exista como moléculas de água ligadas a grãos de poeira lunar.

Logo após o feito indiano, a NASA colidiu deliberadamente a espaçonave Lunar Crater Observation and Sensing Satellite, ou LCROSS, contra a cratera Cabeus, de 100 km de largura, que está em sombra permanente no pólo sul da Lua. O ato de violência lunar lançou uma nuvem de escombros e poeira a partir dos quais os cientistas da agência espacial dos Estados Unidos puderam confirmar a presença de água na Lua.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Imagem de capa: a imagem mostra a região polar norte da Lua foi obtida pela câmera da Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO). Foto: Universidade Estadual do Arizona / GSFC / NASA.

Fonte: The Guardian.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Avatar
Publicado por

Mestrando em Estudos Ambientais pela UCES, Buenos Aires. Graduado em Engenharia Civil e pós-graduado em Gestão Pública e Controladoria Governamental. Com interesse por ciência, tecnologia, filosofia, desenvolvimento sustentável e diversas outras áreas do conhecimento humano.

Faça um comentário

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...