Connect with us

Hi, what are you looking for?

Referência

Por que temos o dente do siso, qual é a sua função?

Dente do siso
(Imagem: Ortopretti)

O dente siso é um tipo de molar, que surge quando estamos saindo da adolescência. Por volta dos 17 e 21 anos, a maioria dos adultos desenvolve esse terceiro conjunto de molares.

Qual a função do dente siso?

Os dentes são classificados por sua localização e função. Os dentes mais afiados podem rasgar os alimentos em pedaços menores e os dentes mais planos trituram a comida.

Dentes do siso são o tipo mais plano de dentes, chamados molares. Os molares se encontram no fundo da boca. Os adultos recebem três conjuntos de molares na parte superior e inferior e nos dois lados da boca.

Continua depois da publicidade

LEIA TAMBÉM: Isso é o que acontece quando você usa enxaguante bucal após se exercitar

Durante a infância, nós desenvolvemos nosso primeiro conjunto de dentes, os dentes-de-leite, que são substituídos pelos 32 definitivos, antes da adolescência. Já no início da vida adulta, surge o dente siso.

Todo mundo tem dente siso?

Lá nos primórdios da humanidade, o conjunto de dentes siso eram essenciais para que nossos ancestrais processassem sua dieta a base de raízes, folhas, carne e nozes. No entanto, atualmente, os sisos não são mais totalmente necessários, pois cozinhamos os alimentos para amolecê-los, além de podemos cortá-los com garfos e facas.

Continua depois da publicidade

Os antropólogos acreditam que os humanos evoluíram e não mais precisam dos dentes siso, dessa forma, não seria surpreendente se no futuro ninguém tivesse mais dente siso. Mesmo assim, a genética faz com que a maioria dos adultos ainda desenvolva-os. Homens eram mais propensos a tê-los do que mulheres.

Existem quatro dentes siso no total, dois na parte superior e dois na parte inferior. Pode ocorrer da pessoa desenvolver um, dois ou três em vez de todos os quatro. Além disso, eles também podem não ser visíveis. Às vezes, o dente siso não entra em erupção, ficando escondidos sob suas gengivas. E somente um exame Raio X pode revelá-los.

Por que os dentes do siso são removidos?

Provavelmente por razão do processo evolutivo, nossas mandíbulas foram ficando menores. Alguns cientistas acreditam que, à medida que o cérebro humano cresceu ao longo do tempo, a mandíbula diminuiu para dar mais espaço. Nossa dieta e necessidades dentárias também mudaram muito com o passar dos séculos.

Continua depois da publicidade

LEIA MAIS: Teste de saliva permite predizer taxa de gordura corporal em jovens

A mandíbula geralmente para de crescer quando a pessoa chega aos 18 anos, mas a maioria dos dentes do siso surge quando se atinge os 19 anos. Grande parte dos problemas causados ​​pelos sisos se deve ao fato de eles simplesmente não se encaixarem na boca da pessoa.

O dente do siso pode simplesmente não se encaixar juntos aos outros molares
(Imagem: Ortopretti)

Os problemas associados aos dentes do siso incluem:

  • dentes tortos
  • crescimento lateral do dente siso
  • aumento da cárie dentária
  • dor na mandíbula
  • cistos nas gengivas e possivelmente tumores

Algumas vezes, em casos como os apontados acima, a remoção do dente siso será necessária. Às vezes, os dentistas recomendam a remoção antes mesmo de qualquer trabalho ortodôntico, como aparelhos, para garantir que o siso não surja mais tarde, desfazendo o trabalho realizado.

Continua depois da publicidade

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.