Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Cometa NEOWISE poderá ser visto a olho nu entre os dias 23 e 26

O cometa NEOWISE está se aproximando do Brasil. Essa será uma oportunidade única de ver a olho nu a sua passagem pelo céu. Veja como fazer.

cometa-NEOWISE
A passagem do NEOWISE pelo Arizona, nos Estados Unidos. Foto: Sean Parker.

O cometa NEOWISE poderá ser visto do Brasil a olho nu entre os dias 23 e 26 de julho. Ele foi descoberto no fim de março, época que apresentava um brilho fraco, quando ainda era impossível imaginar que seria possível vê-lo da Terra.

Meses se passaram e o seu brilho foi aumentando, passando a ser visto por meio de telescópios e sondas espaciais, mas também a olho nu por quem está no Hemisfério Norte. Infelizmente, por enquanto ainda não pode ser visto de nosso país, mas é algo que mudará em breve.

O cometa NEOWISE capturado em imagens incríveis a partir da ISS.(Créditos: NASA)

Cometa NEOWISE precisa sobreviver até chegar ao céu brasileiro

É arriscado afirmar que será possível ver o cometa NEOWISE do Brasil, já que existem alguns fatores que podem atrapalhar. Primeiro, ele deve sobreviver a sua passagem até chegar aqui, já que existe há chance de colidir com outro objeto.

Continua depois da publicidade

Outro detalhe é que o cometa vai perdendo brilho conforme se afasta do Sol, já que esse fator é um dos principais para permitir a sua visibilidade. Mesmo assim, as possibilidades de ele ser visto do Brasil são consideradas boas.

Cometa NEOWISE pode ser visível a olho nu no Brasil
(Crédito da imagem: NASA / Johns Hopkins APL / Laboratório de Pesquisa Naval / Parker Solar Probe / Brendan Gallagher)

Observação será possível em locais extremamente escuros

Em entrevista ao Canaltech, o astrofísico e pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), André Zamorano Vitorelli, explicou que a aparição do cometa no Brasil será logo após o pôr do Sol. Para vê-lo será necessário olhar em direção ao noroeste.

“O cometa C/2020 F3 NEOWISE deve ser visível no Brasil durante o fim do mês de julho; mais precisamente, ele deve ficar visível no norte e nordeste do país a partir do dia 23, e em todo o país a partir do dia 26”, disse o pesquisador.

Ele explicou também que devido a magnitude entre 5 e 6 o cometa só poderá ser visto a olho nu em regiões completamente escuras. Então, por mais que o cometa esteja visível para todo o Brasil no próximo dia 23, nem todos vão ter essa oportunidade.

Continua depois da publicidade

Vitorelli recomenda que aqueles que desejam ver a passagem do cometa NEOWISE em cidades precisam ter binóculos em mãos. E ele complementa: “em agosto, o cometa não será mais visível a olho nu, mas deve continuar aparecendo em telescópios amadores”.

cometa-NEOWISE
Essa será a visualização do cometa em sua passagem pela cidade de São Paulo: Imagem: André Vitorelli / Canaltech.

Dicas para ver o cometa com mais facilidade

A recomendação é para tentar a observação nos primeiros dias de sua aparição, afinal, a cada dia que passa o seu brilho fica mais fraco. O cometa passará na direção noroeste, assim que começar a escurecer. Para ter uma visão privilegiada o melhor é escolher um lugar onde o horizonte seja bem visível.

Essa será a única oportunidade para ver o NEOWISE com os próprios olhos, já que ele só deverá passar por aqui novamente daqui a 6.765 anos. Dessa forma, as pirâmides do Egito ainda eram apenas pedras e levariam mais de 1.000 anos para a construção, na última passagem do cometa pela Terra.

Com informações de CanalTech e Space.com.

Continua depois da publicidade

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.