Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Cientistas criam mapa detalhado do vácuo do espaço; veja

Esta imagem simulada mostra uma fatia cúbica da estrutura da "teia cósmica" que permeia o cosmos, com o azul e o branco representando galáxias e as seções mais escuras representando vazios com muito pouca matéria. Crédito: NASA, ESA, e E. Hallman (Universidade do Colorado, Boulder)

Uma equipe internacional mapeou o tamanho e a forma do vácuo do espaço local, uma grande região de baixa densidade do Universo. O novo estudo revela os mistérios da vasta estrutura cósmica que envolve nossa galáxia Via Láctea.

O universo é uma coleção de galáxias e grandes vazios. Em um novo estudo que está sendo relatado no The Astrophysical Journal, a equipe de Brent Tully, da Universidade do Havaí, aplica as mesmas ferramentas de um estudo anterior para mapear o tamanho e a forma de uma extensa região vazia que eles chamaram de Vazio Local, que faz fronteira com a galáxia Via Láctea.

Usando as observações dos movimentos da galáxia, eles inferem a distribuição da massa responsável por esse movimento e constroem mapas tridimensionais do nosso Universo local.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

As galáxias não só se movem com a expansão global do Universo, como também respondem ao puxão gravitacional dos seus vizinhos e regiões com muita massa. Como consequência, em relação à expansão global do Universo, estão se deslocando para as áreas mais densas e longe das regiões com pouca massa – os vazios.

Embora vivamos em uma metrópole cósmica, em 1987 Tully e Richard Fisher notaram que nossa galáxia Via Láctea também está à beira de uma extensa região vazia que eles chamaram de Vazio Local. A existência do Vácuo Local tem sido amplamente aceita, mas permaneceu pouco estudado porque está atrás do centro da nossa galáxia e, portanto, é fortemente oblíquo do nosso ponto de vista.

Agora, Tully e sua equipe mediram os movimentos de 18.000 galáxias no compêndio Cosmicflows-3 de distâncias de galáxias, construindo um mapa cosmográfico que destaca a fronteira entre a coleção de matéria e a ausência de matéria que define a borda do Vazio Local. Eles usaram a mesma técnica em 2014 para identificar toda a extensão do nosso supercluster local de mais de cem mil galáxias, dando-lhe o nome de Laniakea, que significa “imenso céu” em havaiano.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Por 30 anos, astrônomos têm tentado identificar por que os movimentos da Via Láctea, da nossa vizinha Andrômeda, e de seus vizinhos menores se desviam da expansão geral do Universo em mais de 600 km/s. O novo estudo mostra que aproximadamente metade desse movimento é gerado “localmente” a partir da combinação de uma atração do maciço cluster de Virgem e da nossa participação na expansão do Vazio Local à medida que ele se torna cada vez mais vazio.

Representações do vazio podem ser vistas no vídeo abaixo. Ele mostra os desvios da expansão cósmica causados pelas interações das fontes locais de gravidade.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A nova pesquisa foi publicada no Astrophysical Journal.

FONTE / Institute for Astronomy (University of Hawaii)

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Redação
Publicado por

A SoCientífica, abreviação para Sociedade Científica, nasceu em agosto de 2014 da vontade de decifrar as novidades no mundo científico e transmiti-las para uma sociedade que depende da ciência e tecnologia mas que sabe muito pouco sobre elas. Em um momento em que a desconfiança está se sobressaindo e novas ondas negacionistas de evidências surgem, a SoCientífica está empenhada em ajudar a trazer iluminação para a sociedade novamente.

Faça um comentário

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.