Connect with us

Hi, what are you looking for?

Planeta & Ambiente

O ciclo solar atual pode ter um dos mais fortes picos já registrados

ciclo solar atual
(NASA / SOHO)

De acordo com novas previsões, o próximo máximo do ciclo solar atual de atividades pode ser um dos mais fortes que já vimos. Isso está em contradição direta com a previsão do tempo solar oficial da NASA e da NOAA. Mas, se confirmada, pode atestar uma teoria sobre os ciclos de atividade solar na qual os cientistas vêm trabalhando há anos.

Eles têm se esforçado para prever a duração e a intensidade dos ciclos de manchas solares porque não temos uma compreensão fundamental do mecanismo que impulsiona o ciclo. Disse o físico solar Scott McIntosh, do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica dos Estados Unidos.

Ou seja, se a previsão estiver correta, os cientistas terão evidências de que a estrutura para entender a máquina magnética interna do Sol está no caminho certo.

Continua depois da publicidade

Atividades do ciclo solar atual

Os níveis de atividade do Sol são bastante variáveis e seus ciclos de atividade estão ligados ao seu campo magnético.

A cada 11 anos, os polos do Sol trocam de lugar. O sul se torna norte e o norte se torna sul. Não está claro o que impulsiona esses ciclos, mas sabemos que os polos mudam quando o campo magnético está mais fraco.

O campo magnético do Sol controla a sua atividade com os seguintes elementos: as manchas solares (regiões temporárias de campos magnéticos fortes), erupções solares e ejeções de massa coronal (produzidas por linhas de campo magnético se encaixando e reconectando).

Continua depois da publicidade

Este estágio do ciclo se manifesta como um período de atividade mínima e é chamado de mínimo solar.

terminadores
Terminator. (Scott McIntosh / NCAR)

Depois que os polos mudam, o campo magnético fica fortalecido e a atividade solar atinge o máximo antes de diminuir para a próxima troca polar. Geralmente, são rastreados os mínimos solares mantendo um olhar cuidadoso no ciclo solar atual e trabalhando após o fato que já ocorreu.

Por essa métrica, o mínimo solar mais recente aconteceu em dezembro de 2019. Agora, estamos no 25° ciclo solar desde que os registros começaram, chegando a um máximo solar. Portanto, de acordo com a NASA e a NOAA, espera-se um máximo silencioso, com um pico de manchas solares de cerca de 115 em julho de 2025. Isso é bem semelhante ao Ciclo Solar 24, que teve um pico de 114 manchas solares.

Mas, em 2014, McIntosh e seus colegas publicaram um artigo descrevendo suas observações do Sol em um ciclo de 22 anos.

Continua depois da publicidade

Ciclo solar completo

Há muito tempo, é considerado um ciclo solar completo quando os polos voltam às suas posições iniciais. Porém McIntosh notou algo interessante.

Ao longo de cerca de 20 anos ou mais, raios de luz ultravioleta extrema chamados pontos brilhantes coronais parecem se mover dos polos em direção ao equador, encontrando-se no meio. Por terem polaridade oposta, eles se cancelam, o que é chamado de “terminator”. Esses eventos terminadores marcam o fim de um ciclo magnético solar e o início do próximo. Mas eles nem sempre levam o mesmo tempo.

A equipe percebeu que há correlação entre os terminadores e a intensidade do máximo solar seguinte. Quanto menor o tempo entre os terminadores, mais forte é o próximo ciclo solar. E o Ciclo Solar 24 era muito mais silencioso do que os ciclos que o precederam e mais curto, chegando a menos de 10 anos.

Continua depois da publicidade

Concluindo, se as análises da equipe forem adequadas, devemos ter muitas manchas solares em meados da década de 2020.

Pesquisa publicada na Solar Physics.

Continua depois da publicidade
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.


Populares hoje

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...

Notícia

No dia 18 de fevereiro de 2021, a sonda Perseverance da NASA pousou na cratera de Jezero, na superfície de Marte. No entanto, o...