Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Chimpanzés usam gestos de comunicação de maneira semelhante às regras linguísticas humanas

Chimpanzés e humanos têm sistemas de comunicação por gestos muito semelhantes.

Chimpanzés e humanos têm sistemas de comunicação por gestos muito semelhantes.

Uma equipe de pesquisadores descobriu que os chimpanzés usam gestos de comunicação de forma semelhante às regras linguísticas humanas. Em seu artigo publicado no Proceedings of the Royal Society B, o grupo descreve seu estudo de chimpanzés se comunicando uns com os outros na natureza e compara suas observações com as regras de comunicação humana.

Ao longo dos anos, pesquisadores linguísticos descobriram que a linguagem humana está em conformidade com regras específicas, independentemente da língua em que é falada. Essas regras têm nomes para facilitar sua discussão. Uma dessas regras, a lei de abreviação de Zipf, sustenta que as palavras usadas com frequência tendem a ser curtas. Outra regra é chamada lei de Menzerath – ela diz que estruturas de linguagem grandes tendem a ser compostas de múltiplos segmentos curtos (sílabas) quando faladas.

Continua depois da publicidade

Nesse novo esforço, os pesquisadores imaginaram se essas regras poderiam se aplicar a outros animais. Para descobrir, eles obtiveram e estudaram imagens de vídeo de chimpanzés selvagens vivendo e se comunicando na Reserva Florestal de Budongo, em Uganda.

Os pesquisadores conseguiram identificar aproximadamente 2.000 exemplos de 58 gestos únicos usados ​​pelos chimpanzés quando se comunicam uns com os outros. Como os chimpanzés não podem falar, eles se comunicam usando gestos com as mãos, postura corporal, expressões faciais e fazem vários ruídos. Combinando gestos que estão disponíveis para eles, os chimpanzés são capazes de transmitir uma grande variedade de mensagens uns aos outros.

Os pesquisadores descobriram que as regras da linguagem humana se aplicam ao uso de gestos pelos chimpanzés – os gestos mais usados ​​tendem a ser bastante curtos, por exemplo, e gestos mais longos tendem a ser quebrados por múltiplos gestos mais curtos. Eles sugerem que isso indica que, apesar das grandes diferenças no modo de comunicação, os fundamentos dos dois sistemas de comunicação seguem os mesmos princípios matemáticos básicos.

Continua depois da publicidade

Curiosamente, uma equipe internacional de pesquisadores descobriu no ano passado que crianças e chimpanzés humanos têm sistemas de comunicação muito semelhantes.

Os pesquisadores planejam continuar suas pesquisas expandindo sua análise para incluir outras espécies – eles esperam focar nos bonobos em seguida, porque eles são conhecidos por usar muitos dos mesmos gestos que os chimpanzés. [Phys]

Referência:

Continua depois da publicidade
  1. Raphaela Heesen et al. Linguistic laws in chimpanzee gestural communication, Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences (2019). DOI: 10.1098/rspb.2018.2900.
Da Redação
Publicado por

A SoCientífica, abreviação para Sociedade Científica, nasceu em agosto de 2014 da vontade de decifrar as novidades no mundo científico e transmiti-las para uma sociedade que depende da ciência e tecnologia mas que sabe muito pouco sobre elas. Em um momento em que a desconfiança está se sobressaindo e novas ondas negacionistas de evidências surgem, a SoCientífica está empenhada em ajudar a trazer iluminação para a sociedade novamente.

Comentários

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Surto de vômito entre cães foi identificado por pesquisadores como um novo tipo de coronavírus canino não transmissível a humanos.

Espaço

Após um documentarista divulgar imagens intrigantes acerca de um possível OVNI, o Pentágono confirmou sua autenticidade. Nas filmagens, o objeto voador estava sobrevoando um...

Saúde & Bem-Estar

O alumínio é um metal pesado que não é essencial para o corpo humano. Contudo, esse composto é altamente reativo biologicamente e diversos estudos...

Plantas & Animais

No dia 01 de Abril de 2009 cientistas anunciaram o nascimento do primeiro — e único — animal extinto já ressuscitado. Em um artigo...