Connect with us

Hi, what are you looking for?

Pets

Cães sincronizam seu comportamento com crianças mais que com adultos

Os cães sincronizam seu comportamento com crianças, mas não tanto quanto com os adultos, os pesquisadores da Universidade do Estado de Oregon descobriram em um novo estudo.

Cães sincronizam com crianças mais que com adultos
Participante do estudo e seu cachorro. (Universidade do Estado do Oregon)

Os cães sincronizam seu comportamento com crianças, mas não tanto quanto com os adultos, os pesquisadores da Universidade do Estado de Oregon descobriram em um novo estudo.

A descoberta é importante porque há um crescente corpo de evidências de que os cães podem ajudar as crianças de muitas maneiras, incluindo no desenvolvimento social, aumentando a atividade física, controlando a ansiedade ou como uma fonte de apego em face de mudanças nas estruturas familiares, disseram os pesquisadores. No entanto, poucas pesquisas se concentraram em como os cães percebem e se envolvem socialmente com as crianças.

“A grande notícia é que este estudo sugere que os cães estão prestando muita atenção às crianças com quem vivem”, disse a especialista em comportamento animal do estado de Oregon, Monique Udell, principal autora do estudo. “Eles respondem às crianças e, em muitos casos, se comportam em sincronia com elas, indicadores de afiliação positiva e base para a construção de laços fortes.”

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Uma coisa interessante que observamos é que os cães estão correspondendo ao comportamento das crianças com menos frequência do que vimos entre cães e pessoas adultas, o que sugere que embora eles possam ver as crianças como companheiros sociais, há também algumas diferenças que precisamos entender melhor.”

O artigo foi publicado recentemente na revista Animal Cognition. Os co-autores foram Shelby Wanser, assistente de pesquisa do corpo docente do laboratório de Monique Udell, e Megan MacDonald, professora associada da Faculdade de Saúde Pública e Ciências Humanas do Estado de Oregon, que estuda como as habilidades motoras e estilos de vida fisicamente ativos melhoram a vida de crianças com e sem deficiências.

Os pesquisadores recrutaram 30 jovens com idades entre 8 e 17 anos — 83% tinham deficiência de desenvolvimento — para participar do estudo com seu cachorro de família. Os experimentos aconteceram em uma grande sala vazia. Linhas com fita adesiva com código de cores foram colocadas no chão, e as crianças receberam instruções sobre como andar nas linhas de maneira padronizada com seu cachorro sem coleira.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Os pesquisadores filmaram os experimentos e analisaram o comportamento com base em três coisas: (1) sincronia de atividades, que significa quanto tempo o cão e a criança estiveram se movendo ou parados ao mesmo tempo; (2) proximidade, ou quanto tempo o cão e a criança estiveram a 1 metro um do outro; e (3) orientação, quanto tempo o cão ficou orientado na mesma direção da criança.

Eles descobriram que os cães exibiam sincronização comportamental com as crianças em uma taxa mais alta do que seria esperado ao acaso para todas as três variáveis. Durante suas avaliações, eles descobriram:

  • Sincronia ativa em média 60,2% do tempo. Dividindo ainda mais, os cães se moviam em média 73,1% do tempo em que as crianças se moviam e ficavam parados em média 41,2% do tempo em que as crianças estavam.
  • Proximidade a 1 metro um do outro por uma média de 27,1% do tempo.
  • Orientação na mesma direção em média 33,5% do tempo.
Cães sincronizam com crianças mais que com adultos
Participante do estudo e seu cachorro. (Universidade do Estado do Oregon)

Embora a sincronia entre a criança e o cão tenha ocorrido com mais frequência do que seria esperado ao acaso, essas porcentagens são menores do que o que outros pesquisadores descobriram ao estudar as interações entre cães e adultos em sua casa. Esses estudos encontraram “sincronia ativa” 81,8% das vezes, mas em 49,1% com cães de abrigo. Eles encontraram “proximidade” 72,9% das vezes e 39,7% com cães de abrigo. Nenhum estudo sobre sincronização comportamental entre cão e humano avaliou previamente a orientação corporal.

Os pesquisadores da Universidade do Estado de Oregon estão conduzindo mais pesquisas para entender melhor os fatores que contribuem para as diferenças nos níveis de sincronia e outros aspectos da qualidade do vínculo entre cães e crianças em comparação com cães e adultos, incluindo a participação em intervenções assistidas por animais e aumentando a responsabilidade da criança pelo cuidado do cão.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Embora a pesquisa tenha descoberto que os cães podem ter muitos impactos positivos na vida de uma criança, também existem riscos associados à relação cão-criança, disseram os pesquisadores. Por exemplo, outros estudos descobriram que os cães são mais aptos a morder crianças do que adultos.

“Ainda temos muito que aprender sobre a relação cão-criança”, disse Udell. “Esperamos que esta pesquisa possa informar as melhores maneiras de moldar resultados positivos e mitigar riscos, ajudando as crianças a interagir com os cães de uma maneira que melhore o relacionamento e, em última análise, o bem-estar de ambos os indivíduos.”

Com base neste estudo, Udell também ofereceu algumas opções para famílias com crianças e cães.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“O que estamos descobrindo é que as crianças são muito capazes de treinar cães e que os cães estão prestando atenção nas crianças e podem aprender com elas”, disse ela. “Às vezes não damos crédito suficiente às crianças e aos cães. Nossa pesquisa sugere que, com alguma orientação, podemos fornecer experiências de aprendizagem importantes e positivas para nossos filhos e cães desde uma idade muito mais precoce, algo que pode fazer um mundo de diferença para a vida de ambos.”

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.