Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Brilhantes “lágrimas azuis” nos mares da China são incrivelmente tóxicas – e estão crescendo

Nas noites de verão, as águas ao redor das ilhas Matsu de Taiwan lançam um brilho azul misterioso. O fenômeno, conhecido como “lágrimas azuis” da China, é na verdade causado por uma floração de pequenas criaturas bioluminescentes chamadas dinoflagelados. Turistas de toda a China vêm para ver a paisagem marinha cintilante.

A flor no Mar da China Oriental pode ser bonita, mas também é tóxica. E está crescendo a cada ano, segundo um estudo recente.

“As pessoas acham que isso é romântico e bonito de se ver à noite”, disse Chanmin Hu, oceanógrafo da Universidade do Sul da Flórida e co-autor do estudo, ao Live Science, “É tóxico”.

Continua depois da publicidade

Hu e sua equipe de pesquisadores usaram dados de satélite para rastrear o crescimento das flores longo do tempo. Analisando quase 1.000 imagens de satélite dos últimos 19 anos, os pesquisadores conseguiram identificar uma assinatura exclusiva das lágrimas azuis – os comprimentos de onda refletidos por essa alga em particular. “É como uma impressão digital”, disse Hu. Usando esta impressão digital, eles descobriram que a flor, que é tipicamente vista perto da costa, está estendendo seu alcance para águas mais profundas.

Isso é um problema para criaturas marinhas.

O fenômeno das lágrimas azuis pode envenenar a vida marinha, dos peixes às tartarugas marinhas. A flor pode até deixar os humanos doentes, disse Hu. Os dinoflagelados na verdade não são tóxicos – até começarem a chiar, disse ele. As algas tóxicas são sua comida preferida, à medida que comem, liberam amônia e outras substâncias químicas que envenenam a água ao seu redor. E não é apenas isso, mas essas criaturas orespiram oxigênio até não restar nada nas águas circundantes.

Continua depois da publicidade

“O oxigênio na água passa a ser tão baixo que muitos animais podem morrer”, disse Hu.

A causa do aumento do crescimento das lágrimas azuis não é certa, mas Hu e seus colegas acreditam que a poluição da agricultura que afunila o rio Yangtze desempenha um papel importante . O rio despeja fertilizantes no Mar da China Oriental, dando lágrimas azuis a doses maciças dos nutrientes de que necessita para crescer.

Hu e seus colegas notaram que o tamanho da florada foi particularmente baixo durante a construção da polêmica Barragem das Três Gargantas, entre 2000 e 2003. Acontece que durante esses anos, o fluxo do rio Yangtze diminuiu acentuadamente. Em 2003, quando a construção da barragem foi concluída e o rio Yangtze começou a fluir mais fortemente, Hu viu a floração começar a crescer mais uma vez.

Continua depois da publicidade

Hu e seus colegas não esperam que a floração pare de crescer tão cedo. Isso significa que continuará a representar uma ameaça à vida marinha. E as águas passarão a ter cada vez mais um tom de azul florescente.

ORIGINAL INGLÊS: Glowing ‘Blue Tears’ in China’s Seas Are Incredibly Toxic — And They’re Growing [Live Science]

Continua depois da publicidade
Comentários

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.