Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde & Bem-Estar

Bactérias mudam de forma e podem perder parede celular, evitando antibióticos

Imagem: Nature Communications

Uma pesquisa na Inglaterra mostrou que bactérias podem perder suas paredes celulares e mudarem de forma, tornando a ação dos antibióticos ineficiente, já que o formato e a parede celular servem de alvo para muitos antibióticos.

A pesquisa foi publicada na Nature Communications, e abre discussões sobre como tornar os medicamentos mais eficientes em casos de bactérias livres.

“Imagine que a parede celular seja como uma jaqueta colorida para as bactérias. A jaqueta oferece às bactérias um formato regular (por exemplo, de bastonete ou de esfera), além de fortalecimento e proteção, mas também as tornam facilmente visíveis — principalmente para o sistema imunológico humano e para antibióticos, como a penicilina”, disse a principal autora, Katarzyna Mickiewicz da Universidade de Newcastle

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“O que vimos é que, na presença de antibióticos, as bactérias são capazes de mudar de forma, indo de um formato altamente regular para um completamente aleatório e com ausência da parede celular. Com isso, elas tiram a jaqueta colorida e a escondem dentro si mesmas.”

“Dessa forma, o corpo não consegue reconhecer facilmente as bactérias, por isso não as ataca — e o mesmo ocorre com antibióticos.”

Debilitadas, porém vivas

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Apesar de perderem a parede que as protegem, as bactérias podem continuar vivas em muitos casos, principalmente em hospedeiros que já estejam com algum deficit no sistema imunológico. Em certos casos é possível ainda, que a célula regenere sua parede.

Com tantas variáveis, os médicos acham válido considerar tratamentos combinados de antibióticos. Dessa forma, o primeiro antibiótico atacaria a parede e celular, o outro atacaria as bactérias sem a parede. Apesar de lógico esse tipo de tratamento esbarra num problema futuro porém já previsto, que é o das super-bactérias, bactérias que se tornam resistentes á antibióticos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a resistência a antibióticos é uma das principais ameaças á saúde no futuro.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Difícil identificação

Durante a pesquisa foi notável a dificuldade de se identificar essa células que não possuíam mais sua parede celular. Os métodos tradicionais têm dificuldade de identificar células sem parede celular pois, geralmente,  o gel utilizado destrói as bactérias por osmose.

Um novo método teve de ser criado, onde reforçam as bactérias sem a parede celular, dessa forma podem utilizar o gel sem que destruam as bactérias que eram, antes, mais frágeis.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

FONTE / Nature Communications

Faça um comentário

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.