Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

As estrelas em situações mais extremas pelo universo

(Créditos da imagem: ESA/Hubble).

O Sol é uma estrela medíocre. Nada de legal acontece por aqui. Por isso há vida – a vida não gosta de situações extremas, embora a ideia de uma baguncinha cósmica seja muito mais atrativa. Há estrelas em situações mais extremas.

Há estrelas muito mais interessantes pelo universo – diferente de todas essa monotonia a qual estamos acostumados. Entretanto, são situações realmente extremas e você não desejaria se aproximar. 

O Sol permanecerá na mesma situação por mais 5 bilhões de anos. Mas mesmo assim, é melhor que permaneçamos por aqui, pois é nosso lar, e é essa estabilidade que nos permite estar vivos. 

Continua depois da publicidade

Mas ainda podemos imaginar. Vamos, então, às estrelas mais extremas conhecidas no universo.

A maior estrela

Na posição de maior estrela conhecida no universo já foi considerada, em um passado recente, a UY Scuti. Ela possui aproximadamente 1.700 vezes o raio do nosso Sol.

No entanto, ela perdeu o primeiro lugar para uma bem maior. A Stephenson 2-18 possui incríveis 2.150 vezes o raio do Sol. Se ela fosse colocada no lugar do Sol, engoliria a órbita de Saturno.

Continua depois da publicidade

Ambas são supergigantes vermelhas e já perderam bastante massa. Em breve explodirão em supernovas, lançando matéria para a formação de novas estrelas no futuro. 

A estrela mais massiva

A estrela mais massiva do universo é a RMC 136a1. Ela não é muito grande em tamanho, mas é extremamente densa. E nesse caso, portanto, podemos ver que realmente as aparências enganam.

A estrela possui apenas 30 vezes o tamanho do Sol. Mas possui 300 vezes a massa do Sol. É mais massiva até mesmo do que aquelas estrelas milhares de vezes maiores. 

Continua depois da publicidade

A menor estrela

A menor estrela conhecida é a EBLM J0555-57Ab. Com apenas 85 vezes a massa de Júpiter, ela está, portanto, no limite de tamanho mínimo possível para uma estrela. Para se ter uma ideia, o Sol, possui mais de mil vezes a massa de Júpiter.

Embora possua uma massa inferior ao limite que considerávamos, ela  ainda é uma estrela. Com essa massa, a estrela deveria ser uma anã marrom. No entanto, continua sendo uma estrela comum.

Uma anã marrom não é uma estrela. Nem é um planeta. É algo intermediário. Ela leva esse nome pois brilha um pouco, mas muito pouco. Sua massa não é o suficiente para iniciar a fusão de hidrogênio. Uma anã marrom é como Júpiter, mas um pouco maior e com um pouco de brilho próprio.

Continua depois da publicidade

A estrela mais quente

A estrela mais quente conhecida é a WR 102. Sua temperatura é de mais de 35 vezes a temperatura do Sol. Enquanto a superfície do Sol é de cerca de 5.778 Kelvin, na WR 102 a temperatura chega a incrível 210.000 K.

Quanto mais rápido uma estrela queima seu combustível, menos ela vive. Enquanto o Sol ainda possui bilhões de anos à frente, a jovem  WR 102 possui apenas mais 2 mil anos de vida, conforme a Astronomy Magazine.

A estrela mais rápida

O Sol se move a 790.000 km/h pelo espaço. Acha isso uma velocidade alta? A S4714 certamente seria multada pela polícia galáctica, com seus 86,4 milhões de km/h – cerca de 8% da velocidade da luz.

Continua depois da publicidade

Com informações de Astronomy Magazine e Kurzgesagt – In a Nutshell.

Avatar
Publicado por

É divulgador científico por paixão. Gradua-se em Física pela UFSCAR e atua principalmente na Ciencianautas e SoCientífica.


Populares hoje

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...