Águia que acreditava que pedra era ovo se torna pai, finalmente

Murphy, uma águia-de-cabeça-branca do World Bird Sanctuary em Missouri, nos Estados Unidos, finalmente teve a chance de experimentar a paternidade a sério.

Damares Alves
Imagem: World Bird Sanctuary
Índice de Conteúdo

Apesar de não ter um ovo próprio, Murphy estava protegendo uma rocha sem vida em seu ninho, devido a uma onda hormonal de primavera que o obrigava a ninhar e cuidar de objetos semelhantes a ovos.

No entanto, os guardiões do santuário perceberam que essa poderia ser a grande chance de Murphy quando uma jovem águia caiu de seu ninho durante uma tempestade e precisava de um lugar para ficar.

Ação para mudança

Para ver se Murphy poderia agir com segurança como um pai adotivo, alguns dias após a chegada da águia os tratadores começaram um processo de ligação entre as duas aves. Segundo o Smithsonian Magazine, eles removeram a rocha que Murphy estava protegendo e colocaram a águia, protegida por uma gaiola, no recinto com Murphy.

Depois de uma semana, a gaiola foi removida para que os dois pudessem interagir mais de perto. Quando eles receberam comida, Murphy rasgou sua porção e alimentou o filhote.

image 29
Imagem: Stu Goz/World Bird Sanctuary

Resultados

A águia jovem recebeu cuidados e proteção de Murphy, que agiu como um verdadeiro pai, deixando de lado sua rocha e se dedicando ao bem-estar da águia jovem. Os tratadores notaram que Murphy estava mostrando os aspectos hormonais de criar um filhote e cuidando tão bem da águia jovem que decidiram que ele seria a melhor aposta.

A descoberta da nova paternidade de Murphy é uma história emocionante que mostra como os animais podem se adaptar e mostrar instintos paternais mesmo em circunstâncias incomuns.

O santuário espera liberar a águia jovem de volta à natureza até o fim do ano, e Murphy terá a chance de experimentar a paternidade a sério. Com a história de Murphy, o World Bird Sanctuary espera aumentar a conscientização sobre a importância da conservação da vida selvagem e do papel crucial que cada espécie desempenha em nosso ecossistema.

Compartilhar