Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

A Terra está prestes a capturar uma esquisita mini lua

(Créditos da imagem: Pixabay).

De tempos em tempos, a Terra captura algumas “mini luas”. São asteroides que passam alguns anos nos orbitando e vão embora – muitas vezes sem nem percebermos. Agora, estamos prestes a capturar uma nova mini lua.

Enquanto a nossa Lua é nossa companheira há bilhões de anos, e provavelmente nos abandonará somente quando o Sol engolir a Terra, daqui alguns bilhões de anos, as mini luas são efêmeras.

Sabemos, atualmente, de duas. A 2006 RH120 orbitou a Terra entre 2006 e 2007. A mais recente é a 2020 CD3 , que ficou na órbita da Terra entre os anos de 2018 e 2020.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O asteroide 2020 SO, avistado recentemente pelos astrônomos, provavelmente será brevemente capturado pela Terra, conforme as simulações.

A mini lua deve ser capturada já no próximo mês, outubro. No entanto, seu passeio será bem breve, e já em maio de 2021 ela partirá para outro lugar, seguindo sua vida de asteroide.

O astrônomo amador Tonny Dunn, que faz simulações de órbitas, publicou uma animação com a órbita da 2020 SO no Twitter. Veja:

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A órbita é, de fato, muito diferente. Isso de deve ao fato de que ele não segue a órbita da Terra. O objeto possui outra trajetória, e é momentaneamente capturado pela Terra, fazendo esse “movimento de laço”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Mas há um grande problema

Mas talvez esse asteroide não seja exatamente um asteroide. Talvez nem mesmo seja algo natural. Mas calma, não trata-se de uma nave alienígena. Pode ser algum objeto humano.

Os cientistas desconfiam da baixa velocidade e do estranho formato da órbita. Um asteroide viaja muito mais rápido, e com uma órbita muito mais excêntrica. Isto é, uma órbita muito mais achatada.

São esses detalhes que demonstram que o objeto é muito mais consistente com alguma coisa fabricada pelo homem. Mas essa coisa acabou se tornando uma espécie de asteroide vagando de forma estranha pelo espaço.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Ele foi, anteriormente, classificado como um asteroide pelo JPL Small-Body Database, da NASA. Pensava-se, portanto, ser um asteroide de uma classe chamada de Apollo. 

Os asteroides Apollo são uma classe com órbitas de fato diferentes, e que muitas vezes se encontram com a Terra. Então, como algumas características batiam, foi automaticamente classificado. Mas depois alguns cientistas passaram a desconfiar.

Que objeto é essa mini lua?

“O que estou vendo é que ele está se movendo muito devagar, o que reflete sua velocidade inicial. Isso é essencialmente uma grande revelação”, disse Alice Gorman ao Science Alert.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Segundo Paul Chodas, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA (JPL-NASA), provavelmente trata-se de lixo espacial. Em outras palavras, restos de missões espaciais.

Ele acredita que possa ser um estágio da missão Surveyor 2, lançada pelos Estados Unidos em 1966. Ela foi a segunda de uma série de missões denominadas Surveyor.

Elas tiveram a função de obter dados da superfície lunar. Isso serviu, mais tarde, para as missões Apollo, que levaram os primeiros humanos para a Lua, em 1969.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Agora, os cientistas pretendem fazer análises mais detalhadas do objeto para entender se é ou não algo humano  – ou se é mesmo algo natural.

Além disso, esse caso demonstra a importância de se tomar maiores cuidados com o lixo espacial. Hoje, com o surgimento de foguetes reutilizáveis, surge um movimento pelo maior cuidado com esses objetos.

Com informações de Science Alert.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Avatar
Publicado por

É divulgador científico por paixão. Gradua-se em Física pela UFSCAR e atua principalmente na Ciencianautas e SoCientífica.

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...