EspaçoNASA simula realidade alternativa em que asteroide está vindo em direção à Terra

Pela primeira vez, os processos da simulação serão compartilhados em tempo real usando as mídias sociais.
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/04/11portalaste-1280x852.jpg

Não são apenas cineastas de Hollywood que especulam sobre o que aconteceria se a Terra fosse atingida por um asteroide. Esta semana, o Escritório de Coordenação de Defesa Planetária da NASA (PDCO, na sigla em inglês), a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências dos Estados Unidos (FEMA, na sigla em inglês), a Rede Internacional de Alerta de Asteroides (IAWN) e várias outras agências internacionais estão reunindo suas mentes mais afiadas para ajudar a descobrir como a Terra se prepararia para o pior cenário potencialmente devastador que é a colisão de um asteroide.

Ocorrendo ao longo desta semana, a Conferência Internacional de Defesa Planetária da Academia de Astronáutica realizará um cenário de mesa no qual um “Asteróide Potencialmente Perigoso” é descoberto por astrônomos no céu.

Com um tamanho médio que pode variar de 100 a 300 metros, o asteroide é primeiro considerado como tendo uma chance em 50.000 de colidir com a Terra (na proximidade de 0,002%), que mais tarde sobe para uma probabilidade de impacto de 1 em 100. A conferência, que soa como o evento de formação de equipes mais aterrorizante do mundo, pretende examinar o que aconteceria a seguir.

Esta não é a primeira vez que tal evento será realizado. Aproximadamente a cada dois anos, os especialistas em asteroides se reúnem para realizar cenários semelhantes, destinados a explorar a melhor maneira de proceder, caso uma situação tão apocalíptica realmente ameace a Terra.

No entanto, 2019 representa o primeiro ano em que os processos serão compartilhados em tempo real usando as mídias sociais. Para acompanhar, você pode conferir o canal @esaoperations do Twitter e pegar atualizações no Facebook. (Considerando como o universo do Twitter enlouquece sempre que um novo episódio de Game of Thrones é lançado, não queremos imaginar como seria se um asteroide realmente estivesse prestes a acabar com a humanidade!)

“Este exercício nos ajudará a desenvolver comunicações mais efetivas entre si e com nossos governos”, disse Lindley Johnson, Oficial de Defesa Planetária da NASA, em um comunicado.

Felizmente, como enfatiza o comunicado, “apesar de realista, esse cenário é completamente fictício e não descreve um impacto real de asteroides.” Portanto, não comece a construir seu bunker subterrâneo à prova de asteroides e escreva ao seu chefe uma longa carta revelando exatamente o que você pensa deles. [Digital Trends]