Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Assista a vespa ‘Godzilla’ dominar uma lagarta em vídeo

vespa parasita
Imagem do estudo publicado no Journal of Hymenoptera Research.

O cenário é o seguinte: samambaias boiam sobre a água parada, quando uma lagarta surge na superfície. De repente, ela é seguida por uma vespa parasita. Essa vespa puxa a lagarta e injeta ovos nela antes de soltá-la.

A vespa parasita foi descoberta recentemente no Japão e chamada de Microgaster godzilla. Sim, em homenagem ao monstro famoso nos cinemas de todo o mundo.

Essa foi a primeira vez que a vespa aquática foi filmada durante um mergulho subaquático na caça ao hospedeiro. Aliás, o hospedeiro é a lagarta mariposa chamada Elophila turbata.

Continua depois da publicidade

Assista ao vídeo

De modo surpreendente, a vespa emerge da água e parasita o hospedeiro, semelhante ao modo como o Godzilla repentinamente surge nos filmes, disse o autor do estudo Jose Fernandez-Triana em comunicado. Ele é cientista pesquisador da Coleção Nacional Canadense de Insetos.

Inclusive, nos filmes, o Godzilla interage com Mothra, ironicamente uma lagarta ou mariposa adulta. Logo, Fernandez-Triana justificou a escolha do nome pelo comportamento analisado. Ou seja, as lagartas da mariposa hospedam os ovos de M. Godzilla.

Assim, por razões biológicas, comportamentais e culturais, justificamos nossa escolha de um nome, explica ele.

Continua depois da publicidade

O pesquisador e sua equipe descreveram a espécie recém-descoberta no estudo publicado em 4 de novembro no Journal of Hymenoptera Research. O que acontecia antes era que, normalmente, as descrições taxonômicas de vespas parasitoides eram baseadas em espécimes mortos. Portanto, com poucos detalhes ou nenhum de sua biologia.

Estudo realizado

Fernandez-Triana observou neste estudo uma rara oportunidade de criar vespas parasitas vivas a partir de larvas. Agora, é possível analisar exatamente como elas plantam seus ovos em hospedeiros.

Para isso, a equipe pegou lagartas de E. turbata nas lagoas das prefeituras de Osaka e Kyoto, no Japão. Conforme as vespas maduras apareceram de dentro das lagartas coletadas, o grupo viu espécimes com padrões distintos de amarelo, marrom e amarelo-laranja em seus corpos.

Continua depois da publicidade
vespa parasita em detalhes
Imagens do estudo.

A partir daí, os pesquisadores analisaram a morfologia e DNA dessas vespas parasitas. Então, determinaram ser uma espécie recém-descoberta.

Em laboratório, eles estudaram as vespas em ação. A equipe colocou espécimes fêmeas de M. godzilla e seus hospedeiros lagarta em aquários e filmou. Na natureza, as lagartas E. turbata ficam com seus corpos suspensos em vegetação, logo abaixo da superfície da água.

No vídeo de laboratório, a vespa pode ser vista usando suas antenas curtas e tateando em busca dela. Ao localizá-la, a vespa desliza sob a água por alguns segundos e puxa a lagarta, de acordo com o estudo.

Segurando o hospedeiro, a vespa insere um órgão semelhante a um tubo chamado ovipositor no corpo da lagarta e, junto, seus ovos. Os autores escreveram que, em todos os casos observados, a oviposição ocorre acima da água, onde as larvas tentam escapar da vespa.

Continua depois da publicidade

A vespa parasita também pode perfurar o corpo da lagarta para oviposição, quando não é totalmente removida, acrescentaram.

Às vezes, elas podem forçar as lagartas sem mergulhar na água, dizem os autores. No entanto, seu nome homenageia justamente o monstruoso Godzilla, pela forma característica como se eleva na água depois de forçar seu hospedeiro à submissão.

O estudo foi publicado no periódico Journal of Hymenoptera Research.

Continua depois da publicidade
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.


Populares hoje