Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

NASA descobre vazamento de ar na Estação Espacial Internacional

visão da Estação Espacial Internacional
Visão da Estação Espacial Internacional (Pixabay)

A Estação Espacial Internacional (ISS) está em órbita terrestre a centenas de quilômetros de altitude e não é perfeitamente hermética.

Na cabine, é normal que se perca uma pequena quantidade de ar. Continuamente, ela é monitorada para que uma pressão atmosférica suportável possa ser mantida e para identificar vazamentos.

Mas esse último vazamento apresentou uma taxa de perda de ar na estação acima do nível normal, de acordo com um post no blog da NASA.

Continua depois da publicidade

Pequeno vazamento de ar na Estação Espacial Internacional

Estação espacial

O controle da missão notou algo estranho pela primeira vez em setembro de 2019.

Mas o aumento do vazamento de ar foi leve, não o suficiente para levantar preocupações.

Agora que a taxa aumentou, há maior empenho para descobrir onde o ar extra está escapando.

Continua depois da publicidade

Tripulantes da atual Expedição 63, da estação, não correm perigo imediato. Esses tripulantes passarão o final de semana no segmento russo do laboratório orbital, dentro do módulo de serviço Zvezda.

Todas as escotilhas da estação espacial internacional serão fechadas neste final de semana para que os controladores da missão possam monitorar cuidadosamente a pressão do ar em cada módulo, diz Mark Garcia da NASA.

Preocupação com a segurança

ISS

Mark Garcia deixa claro que o teste é para determinar qual módulo está tendo uma taxa de vazamento maior do que o normal.

Continua depois da publicidade

Da mesma forma, o último vazamento ocorreu na ISS há dois anos. Naquela época, as mesmas medidas foram tomadas.

Assim também, este procedimento reduziu o vazamento da espaçonave Soyuz MS-09, temporariamente conectada ao módulo Rassvet da ISS na época.

Foi rastreado um pequeno furo de dois milímetros com trilhos de perfuração ao lado, o que provavelmente foi causado por um erro de fabricação.

Continua depois da publicidade

Porém, a Roscosmos concluiu a investigação e a origem do buraco não foi revelada.

Além desses, um vazamento anterior foi identificado e corrigido em 2004. Foi em um cabo de ligação à vácuo usado para equalizar a pressão do ar em uma janela do módulo de laboratório de Destiny.

Desafios de monitoramento

Desafios da NASA

Rastrear vazamentos pode ser especialmente difícil e um desafio devido às flutuações normais de pressão do ar dentro da estação espacial.

Continua depois da publicidade

Além da taxa de vazamento normal, a pressão também muda por causa das flutuações de temperatura.

Bem como todas as operações de rotina da estação, como caminhadas espaciais e chegadas e partidas de espaçonaves de reabastecimento.

Embora não pareça, o espaço tem sido bem movimentado e os últimos meses foram agitados na estação.

Continua depois da publicidade

A NASA e a SpaceX completaram a primeira missão comercial tripulada ao laboratório orbital, conhecido como Demo-2.

Além disso, os astronautas da agência terminaram diversas caminhadas espaciais complexas para reparar um detector de matéria escura quebrado.

Após, também foi importante atualizar as baterias da estação. Essas baterias serão necessárias para alimentar a estação até o final de sua vida útil. Final planejado para ser em 2024, mas que pode se estender até 2028 ou até mais tarde, com a concordância de todos os parceiros.

Continua depois da publicidade

Sem caminhadas espaciais, o tráfego de veículos e membros adicionais da tripulação podendo resultar em flutuações, a tripulação fechou as escotilhas de cada módulo para que o solo possa monitorar a pressão e isolar a fonte de vazamento, diz o porta-voz da agência Dan Huot para Space.com.

Com informações de Science alert e Space.com.

Continua depois da publicidade
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.


Populares hoje

Tecnologia

A Rússia está desenvolvendo uma nova arma destrutiva, um torpedo nuclear furtivo. O objetivo do torpedo é gerar tsunamis radioativos. Apesar de ainda estar sendo construído...

Espaço

Após um documentarista divulgar imagens intrigantes acerca de um possível OVNI, o Pentágono confirmou sua autenticidade. Nas filmagens, o objeto voador estava sobrevoando um...

Saúde & Bem-Estar

Surto de vômito entre cães foi identificado por pesquisadores como um novo tipo de coronavírus canino não transmissível a humanos.

Plantas & Animais

Já há mais de dez anos, pesquisadores vêm observando um fenômeno curioso no deserto da Namíbia, na África Central. Nas planícies da savana, imagens...