Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Rei Henrique VII tem sua face reconstruída em detalhes únicos

rei Henrique VII
O trabalho desenvolvido por um artista irlandês.

O rei Henrique VII da Inglaterra está de volta, graças a um projeto de fotografia histórica de alta tecnologia, desenvolvido por um artista irlandês. Quem olha profundamente para a foto consegue imaginar as histórias vividas pelo famoso guerreiro que se tornou rei e mudou completamente o cenário sociopolítico da Inglaterra.

rei Henrique VII
Foto: My Colorful Past 

A monarquia de Tudor, entre os século XV e XVI, foi um período complicado para os ingleses. Dessa época, as figuras mais lembradas são Elizabeth e Henrique VIII. Entretanto, o fundador da dinastia, Henry Tudor, que depois se tornou rei Henrique VII da Inglaterra não é tão famoso.

A história do rei Henrique VII

Quando Henry tinha 14 anos, era o mais forte reclamante lancastriano ao trono inglês. Mas, historiadores dizem que essa reinvindicação era fraca e ele acabou fugindo para a França. Ao longo do tempo em exílio, as Guerras das Rosas enfureceram os partidários do rei e os exércitos do Yorkista monarca Eduardo IV.

VEJA TAMBÉM: Designer recria figuras históricas com toque contemporâneo

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Em 1485, Henry voltou para Gales, onde se juntou ao exército que recém havia desembarcado. Assim, marcharam rumo ao interior, fechando Londres em 22 de agosto de 1485. Após derrotarem o exército rival, em Leicester, foi coroado rei Henrique VII da Inglaterra.

Henrique viveu até 1509, quando tinha 52 anos e morreu de tuberculose. Em seu rosto foi colocada uma máscara da morte, que permitiu a reconstrução das imagens recém-divulgadas. Ela revelou Henry magro e com uma aparência feia.

O trabalho do artista irlandês

O artista gráfico Matt Loughrey tem 41 anos e dirige um estúdio de criação e o site mycolorfulpast.com, ele diz que está “fazendo uma ponte entre a história e a arte”, com o uso de tecnologia de edição digital para recriar figuras famosas no passado.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

LEIA TAMBÉM: O túmulo de Rômulo, o rei criado por lobos, pode ter sido descoberto

Entre as suas produções, destaque para Mary Queen of Scots, Billy the Kid e Jessie James, mas não há como negar que o busto do rei Henrique VII chama atenção. Ele apresenta um nariz alongado, inclinado para cima, parecendo um antigo imperador romano. Depois disso, passou a trabalhar com múmias egípcias reais.

Matt vem reproduzindo imagens como esta faz alguns anos. Em uma entrevista em 2014, ao Ancient Origins, disse que seu objetivo é dar “realismo e a capacidade de relacionar”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

No mundo destas recriações, artistas como Matt podem argumentar que os tons das cores usadas no rosto e a posição do cabelo são subjetivas, assim é possível que o rei Henrique VII tivesse barba ou quem sabe bigode. Acontece que esse tipo de produção é feita por camadas, então algumas podem ser desativadas.

Foto: My Colorful Past 

Quem era o rei Henrique VII?

Historiadores dizem que a personalidade recriada tinha uma natureza sombria e que o artista conseguiu capturar isso de uma maneira perfeita.

Matt acredita que trabalhos semelhantes a esse vão ficar cada vez melhores, já que a tecnologia 8K está chegando com forçam. Assim, haverá “uma oportunidade para melhorar os ativos”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Erik Behenck
Publicado por

Erik Behenck é jornalista, adora novas descobertas e apaixonado pela escrita.

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...