Connect with us

Hi, what are you looking for?

Planeta & Ambiente

Quase metade do abastecimento de água do mundo é ilegal

Abastecimento de água.
Quase metade da água do mundo está sendo roubada. Foto: Pixabay

O abastecimento de água em nosso planeta é um recurso valioso, mas não costumamos prestar atenção em como se dá a distribuição de água no planeta.

Novos números preocupantes mostram que entre 30-50% desse abastecimento é roubado. Significa que a água não é contabilizada e nem paga nesses lugares de distribuição.

Sistema de abastecimento de água

água

O roubo de água acontece quando a distribuição dessa água vem de forma ilegal, geralmente para fins agrícolas.

Continua depois da publicidade

Isso significa obter água tratada sem pagar ou não se importar com diretrizes ambientais estabelecidas para esse abastecimento de água. Esse problema é sistêmico, mas a maioria das pessoas não sabe o que acontece.

Então, esse relatório examina, pesquisa e oferece ideias para a resolução dessa possível crise.

Abastecimento ilegal de água tratada

Aspersores de água

Enquanto a distribuição para alguns indivíduos e empresas ocorre de maneira ilegal, o estudo recém-publicado aponta que a culpa pode ser de estruturas políticas, legais e institucionais que não estão configuradas para a proteção da água.

Continua depois da publicidade

Então, os pesquisadores dizem que as raízes do furto de água não estão sendo tratadas corretamente.

O valor da água não é avaliado e as ações ilegais não são punidas.

Tudo isso significa que uma grande quantidade de água é perdida com o abastecimento ilegal a cada ano.

Continua depois da publicidade

Além disso, a contínua escassez de água ocorre em todos os continentes, cada vez mais agravada pelas mudanças climáticas, como escrevem os pesquisadores em seu artigo publicado.

VEJA TAMBÉM: Plantar árvores não é suficiente para combater as mudanças climáticas

Prováveis fatores de furto

água potável

Ao abordar os prováveis fatores de furto em escala individual, os pesquisadores alertam que assim evitam danos irreversíveis a todos os usuários dos sistemas de abastecimento de água.

Continua depois da publicidade

Embora haja o debate se o roubo de água realmente existe, já que a água é um recurso natural, a equipe analisou três estudos de caso separados envolvendo esse uso impróprio de água: o cultivo de maconha na Califórnia, morangos na Espanha e algodão na Austrália.

Mesmo que esses casos sejam bem variados em normas sociais e regulamentações locais, os pesquisadores destacaram os temas comuns.

Logo, as três atividades são intensivas em água e os três estudos de caso mostram os efeitos das demandas do mercado sobre o roubo de água.

Continua depois da publicidade

Como defensar o abastecimento de água tratada?

água tratada

Consequentemente, roubar água é extremamente lucrativo e, na maioria das vezes, é certamente mais lucrativo do que seguir as regulamentações ambientais. No estudo do caso espanhol, os regulamentos em vigor protegiam um local de aves migratórias.

As ações humanas e as variações naturais de chuva também são as principais causas para o roubo de água, devido as incertezas sobre o abastecimento de água, sugere o estudo.

A falta de um policiamento eficaz também estimula as pessoas a roubarem água, porque sem chance de serem pegos, elas roubam mesmo quando não precisam dela.

Continua depois da publicidade

É importante garantir penalidades por roubo de água de forma significativa, especialmente em áreas remotas e rurais.

O roubo de água fica mais fácil de ser detectado a medida que sistemas de monitoramento e sensores mais avançados são desenvolvidos.

Por enquanto, é necessário um esforço coordenado de governos, reguladores e comunidades para acabar com o escandaloso roubo de metade da água do mundo, como dizem os pesquisadores.

Continua depois da publicidade

Informações de Science Alert.

 

 

Continua depois da publicidade
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.


Populares hoje