Connect with us

Hi, what are you looking for?

Coronavírus

Novo estudo mostra como o Covid-19 pode entrar no cérebro

Covid-19 pode entrar no cérebro
Uma imagem de microscópio eletrônico que mostra a seção de uma célula ciliada na mucosa olfatória. (Michael Laue / RKI e Carsten Dittmayer / Charité)

Uma pesquisa mostrou como o Covid-19 pode entrar no cérebro humano. A pesquisa indica que ele chega pelo nariz, sendo uma das peças do quebra-cabeça que ajuda a explicar por que uma a cada três pessoas contaminadas apresenta sintomas como a perda do olfato ou paladar. Dores de cabeça, fadiga e tonturas são outras condições comuns.

O trabalho foi realizado por pesquisadores da Charité-Universitätsmedizin Berlin, que chegaram as conclusões estudando corpos de pacientes que morreram por Covid-19. Segundo a Nature Neuroscience, eles usaram imagens de microscópio eletrônico para avaliar partículas de SARS-CoV-2 na mucosa olfatória.

Mucosa olfatória: este é o caminho

Existem diferentes estruturas que conectam os olhos, boca e nariz ao cérebro, sendo que a mucosa olfatória contém a maior carga viral, sendo esta a provável porta de entrada. Além disso, os pesquisadores encontraram células imunológicas ativadas no cérebro e na mucosa olfatória. Isso indica que a infecção provavelmente toma este caminho.

Continua depois da publicidade

A mucosa olfatória é uma parte do nariz muito próxima do cérebro, sendo que o vírus parece viajar por ela, chegando ao nervo curto que trabalha com informações sensoriais como cheiros. Então, consegue contornar algumas barreiras comuns do sistema nervoso central e fornece uma linha direta ao nosso cérebro.

Covid-19 pode entrar no cérebro, mas ainda gera dúvidas

O Covid-19 pode entrar no cérebro, mas boa parte do processo ainda é desconhecido. Ainda não está claro como o vírus consegue se mover a partir das células nervosas. Enfim, é importante frisar que o estudo foi realizado com pessoas que morreram vítimas da doença e que estas descobertas podem não refletir em quadros leves ou moderados.

“Esses dados apoiam a noção de que o SARS-CoV-2 é capaz de usar a mucosa olfatória como uma porta de entrada no cérebro. Uma vez dentro da mucosa olfatória, o vírus parece usar conexões neuroanatômicas, como o nervo olfatório, para atingir o cérebro”, comentou o professor e autor do estudo, Frank Heppner.

Continua depois da publicidade

O nariz pode conter diversas infecções virais, como resfriado comum, só que nem todas elas se transformam em doenças neurológicas que vão até o cérebro. Existem barreiras que impedem qualquer coisa de chegar ao cérebro. Por outro lado, não se sabe como o Covid-19 consegue ultrapassar, junto com a herpes e a raiva.

“Nossos dados sugerem que o vírus se move de uma célula nervosa para outra para chegar ao cérebro”, acrescentou a Dra. Helena Radbruch, autora do estudo do Departamento de Neuropatologia de Charité. “É provável, no entanto, que o vírus também seja transportado através dos vasos sanguíneos. Evidências do vírus também foram encontradas nas paredes dos vasos sanguíneos do cérebro”, completou.

Continua depois da publicidade
Erik Behenck
Publicado por

Erik Behenck é jornalista, adora novas descobertas e apaixonado pela escrita.


Populares hoje

Plantas & Animais

Novos estudos mostram que as tarântulas habitam o planeta por mais de 120 milhões de anos.

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Plantas & Animais

Um estegossauro era um tanque de guerra feito de carne e ossos. Assim como outros grupos de dinossauros com armaduras naturais, os estegossauros possuíam...