Connect with us

Hi, what are you looking for?

História & Humanidade

Fragmentos dos pergaminhos do mar morto revelam texto oculto

Fragmentos dos Manuscritos do Mar Morto com escrita visível. (Universidade de Manchester)
fragmentos dos Manuscritos do Mar Morto com escrita visível. (Universidade de Manchester)

Os arqueólogos vem evoluindo cada vez mais seu trabalho com uma avançada tecnologia que possibilita fazer descobertas que antes eram impensáveis. Agora, uma equipe de pesquisadores conseguiu identificar palavras em alguns fragmentos dos pergaminhos do Mar Morto. Anteriormente acreditava-se que eles estivessem em branco.

Os manuscritos do Mar Morto que foram encontrados em 1950 aparentavam estar em branco, sem nenhuma palavra escrita neles, por isso, eles foram doados a um pesquisador britânico, que confirmou a autenticidade deles, pois na época existiam vários desses manuscritos falsos.

Arqueólogos encontram escrita em fragmentos dos pergaminhos do Mar Morto

Esses manuscritos foram escondidos por judeus há cerca de 2.000 anos atrás, e eles contém alguns fragmentos da Bíblia hebraica. Eles foram descobertos nas cavernas de Qumran, que ficam perto de Jerusalém, na Cisjordânia, por arqueólogos que estavam trabalhando junto com tribos beduínas.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Há alguns anos, pesquisadores formaram uma equipe para analisar artefatos encontrados nas cavernas de Qumran. Muitos desses artefatos acabaram sendo doados em 1950 pelos arqueólogos da época não verem valor neles.

LEIA TAMBÉM: 10 documentos antigos que jamais teremos a oportunidade de ver novamente

A equipe de pesquisa fez essa nova por achar que poderiam encontrar alguns artefatos que foram doados de valor histórico. E eles acabaram acertando na mosca. Além dos manuscritos eles também encontraram papiro em decomposição, antes considerado esterco.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Quando os pesquisadores visitaram uma coleção de fragmentos vazios dos pergaminhos do Mar Morto, a qual foi dada pelo governo a um especialista da Universidade de Leeds do Reino Unido na década de 1950, eles tiveram uma grata surpresa.

A pesquisadora Joan Taylor, do King’s College London, viu pequenos vestígios em um dos manuscritos, no que ela achou ser a letra hebraica lamed, o nosso L.

Manuscritos históricos vistos por uma nova tecnologia

A partir desses indícios, mais 51 manuscritos foram fotografados e expostos a uma análise de imagens multiespectrais técnica que captura diferentes comprimentos de onda do espectro eletromagnético, incluindo alguns invisíveis a olho nu.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Através dessa análise, foram vistas diversas linhas em quatro dos manuscritos analisados. Neles foram encontradas palavras hebraicas como ‘Shabat’, que segundo os arqueólogos, podem pertencer ao livro de Ezequiel.

LEIA TAMBÉM: DNA antigo lança nova luz sobre os filisteus bíblicos

Contudo, essa é apenas uma análise inicial, pois eles estão analisando outras letras, que ainda são de difícil interpretação.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Fragmentos dos pergaminhos do Mar morto escrita
A nova análise revelou escrita em fragmento de pergaminhos do mar morto (DQCAAS)

Outros aspectos também serão analisados, como a parte física dos manuscritos, a tinta, e sua produção. Descobertas como essa são raras nos dias de hoje, principalmente por que esses documentos tem uma história bastante detalhada e insegura.

Avatar
Publicado por

É formando de Psicologia pela Faculdade do Futuro e redator freelancer focado no estudo do ser humano, seus comportamentos e na sociedade.

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Mente & Cérebro

Nas últimas décadas, inúmeras pesquisas mostraram a relação entre amamentação e a saúde da criança. Sabe-se, por exemplo, que a amamentação ajuda no desenvolvimento...

Planeta & Ambiente

Nukumi, uma grande fêmea de tubarão-branco marcada no ano passado está cruzando o Atlântico já faz dois meses. De acordo com especialistas, ela pode estar...