Connect with us

Hi, what are you looking for?

Física & Química

Físico cria matemática que acaba com paradoxos da viagem no tempo

O De Lorean é a famosa máquina do tempo no De Volta Para o Futuro. (Imagem: Oto Godfrey and Justin Morton / Wikimedia Commons)

Mas isto é teórico. Ele não descobriu como fazer uma viagem no tempo real. Ele simplesmente mostrou que há uma forma de se acabar com os paradoxos da viagem no tempo.

Você já deve ter sonhado em viajar para o passado. Isso possibilitaria matar Hitler (ou impedi-lo de nascer), não deixar o coronavírus se espalhar pelo mundo e causar a pandemia, dentre outras coisas que poderiam ser mudadas.

No entanto, temos os paradoxos. O efeito borboleta é um dos efeitos a serem enfrentados. O efeito borboleta basicamente diz que uma pequena mudança em um sistema causa pequenas mudanças em outros eventos, que, com o tempo, pode causar um efeito gigantesco.

Continua depois da publicidade

Em um novo estudo, publicado no periódico Classical and Quantum Gravity, o aluno do quarto ano de bacharel em Ciência Avançadas, Germain Tobar, sob a supervisão de seu professor Dr. Fabio Costa, da Universidade de Queensland, desenvolveu uma matemática peculiar.

Os paradoxos da viagem no tempo

Um exemplo clássico de paradoxo é dos filmes De Volta Para o Futuro. A cada mudança que o Doc Brown e o Marty faziam no passado, o futuro tornava-se completamente diferente. 

Existem outros diversos paradoxos dentro do assunto da viagem no tempo, mas as implicações causada no futuro são as mais exploradas na cultura pop e ficção científica, então vamos utilizar essas como exemplo.

Continua depois da publicidade

O Dr. Who viaja no tempo em uma cabine telefônica, a Tardis.

“A  dinâmica clássica diz que se você conhece o estado de um sistema em um determinado momento, isso pode nos contar toda a história do sistema”, diz Germain Tobar, autor do trabalho em um comunicado

“Por exemplo, se eu souber a posição e a velocidade atuais de um objeto que cai sob a força da gravidade, posso calcular onde ele estará a qualquer momento”, explica.

Ele explica que, no entanto, o Relatividade Geral de Einstein prevê a existência de loops em viagens no tempo. É como se você causasse uma bagunça, e o evento poderia estar em seu próprio passado e futuro ao mesmo tempo. 

“Mas a ciência atual diz que ambas as teorias não podem ser verdadeiras”, explica Tobar. “Eu me perguntei:“ a viagem no tempo é matematicamente possível?”.

Continua depois da publicidade

Eliminando paradoxos

Mas eles podem ter encontrado uma forma de “burlar” esses paradoxos. Basicamente, o espaço-tempo poderia se auto ajustar para evitar os paradoxos. Não que o espaço seja inteligente, no entanto.

“A matemática confere – e os resultados são matéria de ficção científica”, diz Dr. Costa.

“Digamos que você tenha viajado no tempo, na tentativa de impedir que o paciente zero da covid-19 seja exposto ao vírus. No entanto, se você impedisse que aquele indivíduo fosse infectado, isso eliminaria a motivação para você voltar e parar a pandemia em primeiro lugar”.

Continua depois da publicidade

Dessa forma, o trabalho deles parte de uma perspectiva um tanto determinística. Já que o futuro já ocorreu, e é aquele, o passado se adaptaria para se ajudar ao futuro, e não o contrário.

Então se você evitasse que o paciente zero do coronavírus fosse infectado, de alguma outra forma o vírus se espalharia, seja através de você, seja através de outra pessoa.

Isso pode parecer alguma conclusão simples de mais, baseada em achismo. No entanto, há muita matemática por trás. A ideia é respaldada pelas ideias teóricas vigentes na ciência atual.

Continua depois da publicidade

O estudo foi publicado no periódico Classical and Quantum Gravity. Com informações de Science Alert e University of Queensland.

Avatar
Publicado por

É divulgador científico por paixão. Gradua-se em Física pela UFSCAR e atua principalmente na Ciencianautas e SoCientífica.


Populares hoje

Plantas & Animais

Novos estudos mostram que as tarântulas habitam o planeta por mais de 120 milhões de anos.

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...

Plantas & Animais

Um estegossauro era um tanque de guerra feito de carne e ossos. Assim como outros grupos de dinossauros com armaduras naturais, os estegossauros possuíam...