Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Estranho crustáceo gigante descoberto perto da Indonésia

Nus News, https://news.nus.edu.sg/research/new-species-supergiant-isopod-uncovered
Fonte: S. JADES

Os Isópodes são grandes criaturas marinhas que intrigam os pesquisadores devido as suas peculiaridades. Morfologicamente, se assemelham aos insetos, com o diferencial de viverem em baixo d’água. Dentro da Ordem Isopoda, foram catalogados em média de 10 mil espécies.

Em 2018 foi descoberto uma nova espécie, a Bathynomus raksasa, habitando as águas da Indonésia, sendo uma das primeiras espécies de crustáceo gigante a ser descoberto em uma década.

Taxonomia do crustáceo gigante encontrado

O gênero Bathynomus é reconhecido por conter as maiores espécies de isópodes de crustáceos. Assim, mesmo antes dessa descoberta, dentre as 16 espécies já catalogadas, 7 são classificadas como “supergigantes”. Em uma publicação feita na ZooKeys, esses grandes crustáceos podem medir 15 centímetros durante o processo de amadurecimento, enquanto medem 30 centímetros em sua fase adulta.

Continua depois da publicidade

De acordo com a National Oceanic and Atmospheric Administration, não importa qual seja o seu tamanho, de pequeno, médio ou grande porte, suas características principais são, em geral, as mesmas. Dessa forma, as estruturas compartilhadas dentre os indivíduos são: 4 pares de mandíbulas, 2 pares de antenas, corpo segmentado com 1 par de patas por segmento e olhos compostos.

Zookeys, https://zookeys.pensoft.net/article/53906/

B. raksasa, a nova espécie catalogada, foi descoberta durante a expedição The South Java Deep-Sea Biodiversity, uma ilha ao sul da Indonésia. No total, foram capturados dois exemplares, contemplando ambos os sexos. Os espécimes estavam à quase 1.260 metros de profundidade no momento da captura. Descrita como possuindo uma estrutura corpórea única, o novo crustáceo gigante apresenta o corpo segmentado, assim como, um número relevante de espinhas, em torno de 11 a 13.

 

Continua depois da publicidade

Segundo relatado no site do Lee Kong Chian Natural History Museum’s, no meio científico, os indivíduos da espécie Bathynomus são conhecidos por “Darth Vader dos mares”. Esse apelido se deve ao formato da cabeça do animal possuir uma semelhança com o capacete do capacete do Lorde Sith. As primeiras imagens do Darth Vader marinho fizeram bastante sucesso na internet devido ao seu tamanho, confira abaixo.

https://www.instagram.com/p/BhDgDqtlPfV/?utm_source=ig_embed

A Ordem Isopoda e suas particularidades

As profundidades mais recônditas dos oceanos, servem de morada para inúmeras espécies ainda não identificadas. No entanto, tudo é uma questão de tempo e recursos tecnológicos até que os pesquisadores consigam desvendar os mistérios acerca do reino animal que habita nas profundezas dos mares à fora.

Continua depois da publicidade

Para Helen Wong, pesquisadora do Laboratório Marinho Nacional da Ilha de St. John, parte do Instituto de Ciências Marinhas Tropicais, “há mais para explorarmos em termos de biodiversidade no fundo do mar de nossa região. A identificação desta nova espécie é uma indicação de quão pouco sabemos sobre os oceanos”, revelou Wong, a coautora da pesquisa durante um comunicado.

Live Science, https://www.livescience.com/supergiant-isopod-newfound-species.html

Outras espécies de isópodes gigantes já foram avistadas antes. Em 2019, pesquisadores conseguiram registrar o momento onde esses animais marinhos, devoravam avidamente, o corpo de um crocodilo morto, depositado nas profundezas do Golfo do México. No vídeo gravado, podem ser avistados uma média de 10 isópodes aproveitando a carcaça do réptil para fazerem a sua refeição.

Continua depois da publicidade

Mas, a Ordem Isopoda não é caracterizada somente por possuir crustáceos gigantes. Recentemente, uma espécie de menor tamanho, conhecida como parasita vampiro, foi encontrada parasitando um peixe. Esse espécime se alojada na cavidade bucal do hospedeiro, drenando o sangue da sua língua. Quando o órgão murcha, ele ocupa o seu lugar e substitui funcionalmente a língua de seu hospedeiro.

O artigo foi publicado na revista Zookeys. Com informações da Live Science.

Continua depois da publicidade

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.