Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Cientistas planejam criar peixes na Lua

Um total de 200 ovos de robalo foram testados em uma simulação projetada para recriar uma decolagem típica para a Lua.

O robalo europeu está entre os líderes. (Jack Perks / Alamy)

Um total de 200 ovos de robalo foram testados em uma simulação projetada para recriar uma decolagem típica para a Lua. Pesquisadores da França descobriram que os ovos sobrevivem bem. Essa é uma descoberta crucial no progresso da Escotilha Lunar, um programa que visa determinar se os astronautas poderiam criar peixes com sucesso em uma futura base lunar.

Cyrille Przybyla, um pesquisador de aquicultura do Instituto Francês de Pesquisa para Exploração do Mar que liderou a pesquisa, sonha em projetar uma fazenda de peixes lunar que usa a água já na Lua. O projeto lunar Hatch é apenas uma das cerca de 300 ideias atualmente em avaliação pela Agência Espacial Europeia (ESA), e pode ou não ser selecionado para a missão final.

Planejamento para criar peixes na Lua

A esperança de Przybyla é oferecer aos residentes lunares alimentos frescos, apetitosos e ricos em proteínas, não apenas pacotes de comida liofilizada. Ele propôs a ideia de enviar ovos ao invés de peixes, porque ovos e embriões são muito fortes.

Continua depois da publicidade

Até agora, seus experimentos sugerem que ele está certo. No entanto, para criar peixes no espaço, depende da espécie. Przybyla e seus colegas reduziram uma lista de centenas delas para apenas um punhado, aquelas com necessidades modestas de oxigênio, baixa produção de dióxido de carbono, um curto tempo e incubação e uma resistência a partículas carregadas. Esse último cuidado deve-se as formas de vida serem expostas à radiação durantes as viagens espaciais.

robalo
Imagem: Unsplash

Eles então decidiram investigar a integridade dos ovos produzidos por duas espécies – robalo europeu e meagre. Os ovos foram inicialmente sacudidos usando uma peça padrão de equipamento de laboratório chamado agitador orbital e passaram neste primeiro teste.

Em seguida, os ovos foram expostos a vibrações muito mais fortes usando uma máquina diferente que os sacudiu em uma sequência espacial projetada para simular o lançamento de um foguete russo Soyuz.

Depois de sacudidos, 76% dos ovos de robalo eclodiram, um resultado que não ficou muito longe da taxa de sucesso de 82% das amostras não agitadas. Em comparação com o robalo, os ovos de meagre se saíram ainda melhor: 95% deles batidos eclodiram, em oposição a 92% do grupo de controle.

Continua depois da publicidade

Comentários

Populares hoje

Saúde & Bem-Estar

Uma empresa israelense chamada CorNeat Vision desenvolveu uma córnea sintética e permitiu a um homem de 78 anos, cego há dez anos, recuperar totalmente...

Tecnologia

Muitos especialistas em estratégia militar alertam que as guerras do futuro não serão terrestres, mas confrontos sob o signo da inteligência artificial e do...

História & Humanidade

Os sapiens não são a única espécie humana que já circulou pela Terra, embora hoje só nós estejamos vivos. Fora os sapiens, a espécie...

História & Humanidade

Nós possuímos, em nosso DNA, registros de um ancestral misterioso, que acasalou com espécies humanas há aproximadamente um milhão de anos.