Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Cães cantores da Nova Guiné são reencontrados na natureza

Cão cantor é reencontrado na natureza
Um cão cantor uivando por R.G. Daniel. (Domínio público, CC BY 2.0)

Após serem dados como extintos nas terras da Nova Guiné, os cães cantores podem ter repassado seu uivo para uma outra linhagem. De acordo com o New York Times, um grupo de pesquisadores realizaram uma pesquisa genética, na qual identificaram que ainda há resquícios desse som nas ilhas oceânicas.

Segundo informações publicadas pela Science, esses animais não eram encontrados na natureza desde a década de 70. E desse período até os dias atuais, os especialistas acreditavam que os últimos indivíduos desta espécie, eram os que estavam em cativeiros e zoológicos.

smithsonian mag, https://www.smithsonianmag.com/smart-news/new-guineas-singing-dogs-found-alive-wild-180975704/

Cão selvagem encontrado em Papua, na Indonésia. Fonte: New Guinea Highland Wild Dog Foundation

O início das buscas pelo cão cantor

Porém, no momento em que surgiram fotos de um animal de porte médio e pelos bronzeados que estava perambulando por um terreno montanhoso, a fagulha de esperança foi acesa. A fotografia foi tirada próxima a uma mina de ouro na Papua, a parte ocidental da Indonésia, uma grande ilha ao norte da Austrália.

Durante uma entrevista ao Times, James McIntyre, presidente da New Guinea Highland Wild Dog Foundation, fez algumas exposições. Segundo o relato, “Os habitantes locais os chamavam de cachorro selvagem das montanhas. Os cães cantores da Nova Guiné foi o nome desenvolvido pelos brancos.”

Continua depois da publicidade

The New York Times, https://www.nytimes.com/2020/08/31/science/singing-dog-new-guinea.html

Em 2016, McIntyre foi averiguar o terreno próximo a Mina Grasberg, para verificar se o animal era realmente o que ele estava buscando, ou se houve um engano por parte dos moradores. A visita resultou na coleta de fezes, e 149 fotografias dos 15 animais com características semelhantes às do cão cantor.

Quando iniciaram a análise com as fezes, não foi encontrado material genético suficiente. Assim, em 2018 eles retornaram ao mesmo local, mas dessa vez, os pesquisadores coletaram amostras de sangue de 3 animais, segundo o artigo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Afinal, os cães cantores foram extintos ou não?

As espécies usadas no estudo são os cães selvagens das montanhas. Segundo os resultados das análises, onde foram comparados o DNA nuclear de 16 canídeos cantores da Nova Guiné, mil animais de 161 outras espécies e 25 dingos. Assim, os cães selvagens encontrados próximo a mina são uma porcentagem da espécie de cantores que antes era tida como extinta.

Continua depois da publicidade
Science, https://www.sciencemag.org/news/2020/08/new-guinea-s-mysterious-singing-dogs-found-again-wild

Fonte: ANANG DIANTO

Em uma entrevista para a GizModo, Elaine Ostrander, coautora do estudo publicado fez algumas considerações. “Supondo que esses cães selvagens das terras altas sejam os animais cantores originais da Nova Guiné, por assim dizer, isso realmente nos dá uma oportunidade fantástica para a biologia da conservação”.

Analisando o parentesco de todos esses animais, a seguinte conclusão pode ser gerada: os cães selvagens e os cães cantores são parentes próximos do dingo, mas estão distantes da linhagem de cães domésticos. O parentesco mais próximo do cão cantor e um canídeo domesticado, são com as raças chow chow, Akita e shiba inu, relata a Science.

Ruth Rodrigues
Publicado por

Bióloga de formação, mas divulgadora científica de coração. Escreve sobre o mundo das ciências para o SoCientífica.


Populares hoje

Ciência

Na Paleontologia, encontrar novas peças que pertenceram a milhões de anos atrás é um dos principais objetos de estudo. No entanto, durante uma expedição...

Notícia

Os hominídeos Homo antecessor são parentes bem antigos dos Homo sapiens. Esses humanos ancestrais habitavam vastas regiões da Europa entre 1,2 milhões e 800...

Notícia

No dia 18 de fevereiro de 2021, a sonda Perseverance da NASA pousou na cratera de Jezero, na superfície de Marte. No entanto, o...