Connect with us

Hi, what are you looking for?

Plantas & Animais

Oportunistas, aves marinhas estão se alimentando de baleias vivas

Foto: Mariano Sironi/Instituto de Conservación de Ballenas, Argentina

Para a Ecologia, as aves marinhas são consideradas oportunistas, ou seja, se alimentam de uma variada opção de alimentos que estão disponíveis. Em barcos pesqueiros, é comum ver esses animais os rondando à procura de sobras de peixes. Algumas baleias também são atraídas pelos barcos.

Agora, pesquisadores observaram um novo hábito alimentar um tanto incomum: as aves estão se alimentando de baleias que sobem à superfície para respirar.

Existem em torno de 300 espécies de aves marinhas, entre elas estão as gaivotas, petréis, albatrozes, pinguins e atobás. Todas elas dependem dos oceanos para se alimentarem.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Bicadas das aves marinhas em baleias

Em 2015, o pesquisador Jared Towers estava estudando baleias cachalotes, em um barco pesqueiro na Patagônia, quando observou um petrel-gigante atacar a cachalote e arrancar um pedaço de sua pele, assim que a baleia subiu para respirar.

Jared observou esse comportamento repetidas vezes enquanto realizava sua pesquisa. Em um novo estudo publicado, ao investigar mais sobre o assunto, Jared coletou dados entre 1997 e 2019 que relatam esse hábito dos petréis.

VEJA TAMBÉM: Mudança no turno das canções indica padrão na migração da baleia-azul

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Apesar de impressionar, essa não é a primeira vez que aves atacam animais maiores. Já foi relatado ataques a ovelhas e rinocerontes.

Além dos petréis, as gaivotas também estão se alimentando de baleias.

Na costa da Argentina, os ataques de gaivotas em baleias-francas são constantes, segundo Mariano Sironi, pesquisador do Instituto de Conservação de Baleias da Argentina.

Estresse causado pelos ataques das aves

Vídeo: Mariano Sironi/Instituto de Conservación de Ballenas, Argentina

Além das feridas na pele, as incessantes bicadas das aves marinhas pode causar um grande estresse para as baleias.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A reação imediata das baleias ao sentir os ataques é de se encolher ou mergulhar. Ao mergulhar mais vezes e por mais tempo para escaparem das bicadas, as baleias podem prejudicar sua capacidade de respirar.

Os ataques das gaivotas à baleias-francas estão mais frequentes. Isso acontece devido ao grande aumento na população de gaivotas, que se alimentam de peixes descartados na pesca e despejos irregulares de lixo.

De 1970 até 2000, a frequência de ataques às baleias-francas aumentou de 2% para 99%, segundo Mariano Sironi. O que pode contribuir para o aumento da taxa de mortalidade de filhotes da espécie.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A atividade pesqueira atrai tanto as aves marinhas como algumas baleias, agregando grande número das espécies em um mesmo local. O que facilita a predação das aves sob as baleias. Se continuar aumentando, esse novo hábito alimentar das aves marinhas pode se tornar um grande problema para baleias.

Com informações de Hakai Magazine

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Jamille Rabelo
Publicado por

Oceanógrafa e Mestre em Ciências. Acredita na divulgação científica como ferramenta de transformação na sociedade.

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.