Connect with us

Hi, what are you looking for?

Coronavírus

Bebê nasce com anticorpos para coronavírus após grávida contrair o vírus

anticorpos para coronavírus
Imagem: Pixabay

Quando Celine Ng-Chan estava com 10 semanas de gravidez, foi diagnosticada com COVID-19. Naquela época, ainda em março, não se sabia muito sobre anticorpos para coronavírus e como mulheres grávidas seriam afetadas, assim como seus filhos.

Mas, no início de novembro, o bebê da professora particular em Cigapura, Ng-Chan, nasceu e a notícia é encorajadora tanto para a mãe, quanto para outras mulheres que tiveram ou contraíram COVID-19 durante a gravidez. Seu filho, Aldrin, não está com COVID-19 e parece ter adquirido anticorpos para coronavírus, pelo menos temporariamente.

Ng-Chan não estava com COVID-19 positivo durante o parto. Ela relatou que gravidez e parto foram tranquilos, apesar do diagnóstico de COVID-19 no primeiro trimestre, estágio conhecido como mais instável da gravidez. Então, Aldrin nasceu saudável.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Sua história adicionou um rosto à pesquisa, já que sugere que a transmissão de COVID-19 de mãe para filho é rara e bebês nascidos de mulheres que tiveram a doença podem ser protegidos de alguma forma. É o que revela a doutora Dra. Jessica Madden, pediatra e neonatologista atuante como diretora médica da Aeroflow Breastpumps.

Anticorpos para coronavírus parecem atravessar a placenta

mãe e filho
Celine Ng-Chan e seu filho de duas semanas Aldrin Zaccheus Chan. FOTO: TIMOTHY DAVID

Pequenos estudos sugeriram que mães testando positivo para COVID-19 passam anticorpos IgG – o tipo que indica a recuperação contra o vírus – para seus fetos no útero.

Por exemplo, um artigo de março sobre seis mulheres com teste positivo para o vírus no parto descobriu que cinco delas tinham níveis elevados de anticorpos IgG. Mesmo assim, todas as mulheres usaram máscaras, deram à luz por cesariana em salas de isolamento de pressão negativa e foram isoladas de seus filhos imediatamente após o parto. Algo que pesquisas mais recentes mostraram ser desnecessário.

Assim também, um relato de caso em outubro descreve uma criança nascida de uma mãe com COVID-19 assintomático e que tinha anticorpos IgG, mas um teste COVID negativo. Ou seja, demonstrando “imunidade passiva” através da placenta, escrevem os autores.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

De certa forma, esses resultados são esperados, uma vez que os anticorpos IgG contra outras bactérias e vírus são conhecidos por proteger fetos e recém-nascidos contra doenças infecciosas, disse Madden ao Insider.

Anticorpos IgG

Inclusive, esta é a razão pela qual certas vacinas, como coqueluche e gripe, são recomendadas durante a gravidez. Porque os anticorpos IgG aumentam em fetos mais tarde na gravidez, especialmente após a marca de 36 semanas de gestação, relatou a doutora.

Porém, são necessárias mais pesquisas para entender como a gravidade da doença afeta os níveis de anticorpos e qual o papel do tempo de infecção durante a gravidez. Além de quão forte e duradoura é a suposta imunidade dos bebês.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
anticorpos
Fonte: The Straits Times / reprodução YouTube

Concluindo, um estudo realizado em Wuhan, China, incluindo 24 grávidas COVID-19 positivas, sugeriu que qualquer imunidade em recém-nascidos diminui rapidamente.

Enfim, Madden disse que “não sabemos se ter COVID-19 antes da gravidez fornecerá anticorpos para coronavírus a fetos concebidos depois que a mãe já se recuperou do vírus”.

Informações de Business Insider.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Amanda dos Santos
Publicado por

Trabalha como redatora e produtora de conteúdo. Graduada em Comunicação Social e atua como colaboradora na SoCientífica.

Mente & Cérebro

Os corvos são considerados modelos de cognição em psicologia animal, e são uma das mais fortes evidências de que a consciência é um fenômeno...

Plantas & Animais

No oceano, no meio dos corais, você pode encontrar esse estranho organismo. Embora muitas vezes se pareça com uma pedra circular esverdeada e brilhante,...

Plantas & Animais

Cientistas descreveram, em um estudo publicado no Journal of Mammalian Evolution, uma nova espécie gigante de um dente-de-sabre, Machairodus lahayishupup, que teria vivido na América do...

Plantas & Animais

Um novo estudo mostrou que os tubarões, assim com as aves, se orientam pelo campo magnético da Terra para realizar migrações de longa distância.