HomeTagArquivos LIGO - Socientífica

https://i1.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2018/09/aHR0cDovL3d3dy5saXZlc2NpZW5jZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMDAwLzEwMS81MDMvb3JpZ2luYWwvYmxhY2staG9sZXMtc3VwZXJtYXNzaXZlLmpwZw.jpg?resize=1280%2C720&ssl=1

Há algo inerentemente fascinante sobre os buracos negros. Talvez seja porque são bestas invisíveis espreitando no espaço que às vezes dilaceram estrelas que passam desavisadamente e espalham seus restos. Seja o que for, esses estranhos objetos cósmicos continuam a cativar cientistas e leigos. De Adam Mann para o Live Science Mas de onde vêm os buracos negros? Como eles se formam e o que lhes dá um poder destrutivo tão impressionante? Antes de podermos responder,...

https://i2.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2018/04/vltmilkywaymoonpano-5961-final-cc.jpg?resize=1280%2C683&ssl=1

Novas observações podem nos ajudar a entender as discrepâncias nas medições da expansão do Universo. Editorial Nature1 A cosmologia já percorreu um longo caminho desde que Edwin Hubble determinou a taxa de expansão cósmica há cerca de 90 anos. Desde a década de 1990, várias técnicas independentes convergiram para valores muito inferiores aos do Hubble. Eles diferem em menos de 10%, mas as diferenças parecem ser estatisticamente significativas (3,7 de desvio padrão). Técnicas inovadoras, incluindo...

https://i2.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/12/Space-Science-Stories-of-2017.jpg?resize=1280%2C720&ssl=1

Aqui estão as dez principais histórias científicas favoritas do Space.com de 2017. Foi um grande ano para a ciência espacial, o que significa que foi um trabalho difícil escolher nossos favoritos. O ano 2017 pode entrar na história como o ano em que uma nova era na astronomia, “astronomia multimensageiro” realmente saiu do papel, graças a uma incrível descoberta. Os últimos 12 meses também foram cheios de incríveis descobertas sobre planetas alienígenas orbitando estrelas distantes,...

https://i0.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/05/black_holes_merge.jpg?resize=1000%2C667&ssl=1

A astronomia de onda gravitacional irá atingir o pleno desenvolvimento, permitindo estudar a física de ondas gravitacionais sutis e o intrigante efeito “memória do espaço-tempo”. Em fevereiro do ano passado, o Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory (LIGO) anunciou a primeira detecção de ondas gravitacionais – ondulações no tecido do espaço-tempo previsto pelas equações de campo de Einstein da Relatividade Geral. A descoberta, conseguida por detectores avançados do LIGO capazes de medir deslocamentos relativos menores do que...