HomeTagArquivos Biologia - SoCientífica

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/07/Tubarão-1-960x720.jpg

NaturezaTubarão de 400 anos pode ser o mais antigo já encontrado: confira vídeo

Damares Alves6 dias atrásOs tubarões da Groenlândia foram excessivamente explorados durante a Segunda Guerra Mundial, já que seus fígados poderiam ser usados para o óleo de máquinas, o que tem consequências para a conservação.

Um tubarão da Groenlândia de 400 anos de idade, que teria atingido a maturidade sexual por volta dos 150 anos, estabelece um novo recorde para ser o mais velho vertebrado vivo.

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/09/Tubarões-brancos2.jpg

Os grandes tubarões brancos simplesmente  desapareceram misteriosamente de um de seus locais de caça preferidos. As baleias assassinas podem ser os responsáveis por esse sumiço inesperado, orcas são o único predador natural dos tubarões brancos. LEIA TAMBÉM: Descoberto tubarão incomum que come plantas Pesquisadores encontraram provas de que elas estão abrindo-os e comendo seus fígados gordurosos. O desaparecimento repentino Entre 2010 e 2016, os observadores de tubarões registraram uma média de 205 grandes avistamentos de...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/09/Observatório-desaparece-misteriosamente.jpg

No dia 21 de agosto o observatório Boknis Eck, uma estação de monitoramento ambiental no fundo do mar Báltico, na costa da Alemanha, simplesmente parou de funcionar. Os cientistas acharam que havia apenas um problema com a transmissão dos dados, então foram checar, e se depararam com uma grande surpresa: um observatório de 740 kg tinha simplesmente desaparecido! Restando apenas um cabo. LEIA TAMBÉM: Misterioso navio encontrado no Mar Báltico com armas prontas pra atirar...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/08/Macaco-usa-ferramenta-1280x720.jpg

Um macaco-prego de cara branca (Cebus capucinus) foi flagrado utilizando uma pedra afiada para quebrar o vidro de sua jaula. O animal parecia bastante estressado, quando repentinamente levantou uma pedra sobre sua cabeça e a bateu contra a parede de vidro quebrando-a com sucesso. Até mesmo o pequeno primata pareceu surpreso ao quebrar o vidro e se afastou assustado. LEIA TAMBÉM: Cultura de uso de ferramentas por macacos-prego variou ao longo de 3 mil anos...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/08/como-plantas-sabem-a-diferença-de-dia-e-noite.jpg

As plantas são extremamente sensíveis à duração das noites e dos dias. Elas usam a informação para acompanhar as estações do ano, informação crucial para os seus ciclos de vida. Pesquisadores da Universidade de Yale lançam nova luz sobre como as plantas usam seus fotorreceptores como interruptores de luz bioquímicos em um novo estudo publicado na revista Nature Communications. A fim de sentir o anoitecer, as plantas usam proteínas fotorreceptoras que agem como interruptores de...