Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

SpaceX vaza as fotos do foguete mais potente desde o programa Apollo, o Falcon Heavy

O executivo-chefe da SpaceX, Elon Musk, publicou as primeiras imagens do foguete Falcon Heavy de sua empresa na quarta-feira (20), mostrando o enorme conjunto de propulsores quase totalmente montado dentro de seu hangar na plataforma 39A do Kennedy Space Center, onde está programado para ser lançado em qualquer momento de janeiro, segundo o site especializado SpaceFlight Now.

Os três impulsionadores de primeiro estágio do Falcon Heavy e o segundo estágio foram montados dentro do hangar da SpaceX na Flórida antes da transferência para a plataforma 39A no Kennedy Space Center e um teste estático de todos os 27 principais motores nas próximas semanas. O lançamento é esperado para qualquer dia de janeiro, em 2018, caso o teste em solo ocorra conforme planejado.

Reaproveitando propulsores

O primeiro voo do Falcon Heavy usará dois propulsores montados lateralmente recuperados das missões anteriores do Falcon 9 e um núcleo central recém-construído, projetado especificamente para lidar com as cargas mais aerodinâmicas e de construções mais elaboradas que o foguete irá carregar em voo.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Os dois propulsores laterais voaram pela primeira vez do Cabo Canaveral no ano passado com o satélite de comunicações Thaicom 8 e na nona missão de reabastecimento da SpaceX para a Estação Espacial Internacional, pousando no mar e, em seguida, de volta à costa espacial da Flórida depois de levantar suas cargas úteis em direção à órbita terrestre.

As equipes técnicas da SpaceX adicionaram cones aerodinâmicos no nariz dos propulsores laterais recuperados e instalaram pontos de ancoragem à frente e mais atrás para possibilitar a conexão desses ao propulsor central.Crédito: Elon Musk / SpaceX (via Twitter)Crédito: Elon Musk / SpaceX (via Twitter)

Depois de serem acionados, os propulsores laterais serão desligados e separados do propulsor central, recuar e desacelerar de volta para as plataformas de aterrissagem na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, retornando em conjunto para pousos quase simultâneos em duas plataformas de concreto a algumas centenas de metros da praia.

O núcleo central do primeiro estágio ainda vai acelerar mais um pouco seus nove motores, indo para o desembarque na plataforma costeira da SpaceX no Oceano Atlântico, enquanto o segundo estágio dispara. Na sequência, O segundo estágio seguirá em direção ao espaço, acelerando a carga útil da Fantástica missão que tornou-se realidade

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Para o infinito e além

Musk minimizou as expectativas com relação à missão inaugural do Falcon Heavy em julho.

“A quantidade de carga que se está colocando nesse núcleo central é uma loucura porque se tem dois impulsionadores superpotentes também empurrando o núcleo central, então nós tivemos que redesenhar toda a estrutura desse núcleo”, escreveu Musk. “Não é como no Falcon 9, porque ele tem que carregar muita carga. E ainda se tem os sistemas de separação “.

As três imagens postadas no Twitter mostram os 27 motores Merlin 1D da Falcon Heavy montados na parte traseira dos três primeiros estágios modificados do foguete Falcon 9 da SpaceX. Os motores com querosene gerarão até 5,1 milhões de libras de impulso durante o lançamento, a maior potência já produzida por qualquer foguete que tenha partido Cabo Canaveral desde a era do ônibus espaciais. Essa potência, a título de comparação, é igual a de dezoito aeronaves Boeing 747.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O Falcon Heavy terá uma massa de mais de 1.400 toneladas (3,1 milhões de libras) no total, carregado com propulsores movidos a querosene de aviação e oxigênio líquido e com mais de 70 metros (229 pés) de altura.

De acordo com o site da SpaceX, o Falcon Heavy pode entregar quase 64 toneladas (mais de 140 mil libras) de carga útil em órbita terrestre baixa, um tipo de órbita a algumas centenas de metros acima do planeta, ou quase 17 toneladas (37 mil libras) em uma trajetória em direção a Marte.

A primeira carga útil: um roadster

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Musk anunciou no início deste mês que o foguete inaugural Falcon Heavy carregará sua “cereja da meia-noite Tesla Roadster tocando ‘Space Oddity’” em uma trajetória de escape da Terra para uma órbita solar heliocêntrica que chegará até Marte. Space Oddity é um clássico álbum do cantor David Bowie.

O CEO da Tesla e da SpaceX justifica assim a ideia de colocar um carro no espaço, após dizer que o Falcon Heavy irá orbitar Marte: “Um carro vermelho para um planeta vermelho”. E completa: “Eu adoro a ideia de um carro à deriva no espaço e que talvez possa ser descoberto por uma raça alienígena no futuro”. Mas não há garantias de que Musk esteja falando sério e vá mesmo mandar um roadster Tesla para o espaço. Mas se for isso mesmo, as equipes de engenheiros instalarão o Tesla dentro do compartimento de carga útil múltipla instalada no topo do foguete para completar a montagem do Falcon Heavy.

“O bom é que quando otimiza totalmente [o Falcon Heavy], ele tem capacidade de carga útil de cerca de duas vezes e meia a capacidade de um Falcon 9”, disse Musk. “Ele tem bem do que as mais de 100.000 libras de força para uma LEO (baixa órbita terrestre) de capacidade de carga útil, ou mais que 50 toneladas [de carga útil]. Pode até chegar um pouco mais alto do que uma LEO se otimizado”, explicou o empresário.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Porque Falcon Heavy pode ser um grande negócio

As peças de um foguete podem custar dezenas de milhões de dólares, mas, tipicamente, são destruídas após o lançamento ou nunca recuperadas, uma vez que podem ficar vagando em órbita. Então, o Falcon Heavy poderá ser um divisor de águas no custo do acesso ao espaço, especialmente quando se trata de ir além da Terra.

Os laçamentos também geralmente custam centenas de milhões de dólares, mas a SpaceX está avaliando o voo do Falcon Heavy em cerca de 90 milhões de dólares, dependendo da carga e do destino que o cliente deseje alcançar, segundo o site Business Insider.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Falcon Heavy não irá eclipsar o incrível poder do foguete aposentado Saturn V, que a NASA utilizou nos anos 60 e 70 para enviar astronautas da missão Apollo para a Lua. Mas o novo foguete está em uma categoria que conta com outros similares, pois podem enviar uma carga útil cerca da metade, como pesada na órbita terrestre baixa.

Parece que Musk fala sério sobre um carro no espaço

Como demonstração, Musk planeja lançar seu Roaster Tesla 2008 no foguete. O objetivo? Enviar elétrico como recordações (e também um boa jogada de marketing) e talvez colcar alguns experimentos científicos de baixo custo junto com o carro no compartimento de carga do foguetee, em seguida, enviá-los em uma trajetória até uma órbita que passe próximo a Marte em voltas infinitas ao redor do Sol. Sim, Musk está falando sério  ele já lançou uma roda de queijo em órbita.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Inclusive, há rumores que a foto abaixo é dos preparativos para o lançamento do Falcon Heavy com o Roadster Testa. Segundo esses rumores, a foto teria sido vazada por um funcionário da SpaceX.

Tesla Roadster sendo preparado para o lançamento, marcado para janeiro, no interior do "payload fairing" (no nariz do foguete, onde fica o compartimento de carga útil) do Falcon Heavy.

Tesla Roadster sendo preparado para o lançamento, marcado para janeiro, no interior do “payload fairing” (no nariz do foguete, onde fica o compartimento de carga útil) do Falcon Heavy. Fonte: TeslaRati (Não confirmado)

De fato, a foto parece ser um Tesla Roadster 1.0 no topo de payload attach fitting (PAF) de um Falcon Heavy. Embora a autenticidade da imagem não pude ser confirmada enquanto escrevemos, o PAF, juntamente com a forma em que o Roadster foi posicionado na fotografia, parece indicar que a imagem vazada pode ser real. A maneira como o Roadster está montado no acessório de ligação da carga útil, afinal, otimiza a distribuição global do pesso.

No entanto, o lançamento inaugural do Falcon Heavy é considerado experimental, e Musk não descarta a possibilidade de falha. “Há uma boa chance de este formidável foguete explodir”, Musk disse ao astrônomo e escritor Phil Plait para o site SiFiWire. “Então eu não colocaria nada de valor sentimental insubstituível sobre ele”, concluiu.

Com informações da SpaceX, do SpaceFlight Now, do Business Insider, do TeslaRati, do SiFiWire e de Elon Musk (via twitter).

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Avatar
Publicado por

Mestrando em Estudos Ambientais pela UCES, Buenos Aires. Graduado em Engenharia Civil e pós-graduado em Gestão Pública e Controladoria Governamental. Com interesse por ciência, tecnologia, filosofia, desenvolvimento sustentável e diversas outras áreas do conhecimento humano.

Faça um comentário

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Espaço

Trouxemos uma pequena seleção das mais belas fotos da superlua que iluminou os céus esta semana. Confira agora mesmo.