Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

NASA adia novamente o lançamento do Telescópio Espacial James Webb – desta vez para 2021

A NASA adiou o lançamento de seu imenso e aguardado Telescópio Espacial James Webb por mais 10 meses.

A decolagem do foguete de lançamento do James Webb Space Telescope (que é chamado de JWST ou Webb) da NASA/ESA, o sucessor do icônico Telescópio Espacial Hubble, foi adiada de maio de 2020 a março de 2021, anunciaram em 27 de junho em comunicado de imprensa autoridades da agência espacial. O custo de desenvolvimento do projeto subiu de US $ 8 bilhões para US $ 8,8 bilhões, e seu preço total durante o seu período de vida út agora é de US $ 9,66 bilhões, acrescentaram.

O reescalonamento é o último de uma série de atrasos para a Webb, que a NASA originalmente esperava levantar voo nos idos de 2007.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Temos que acertar isso aqui antes de irmos para o espaço”, disse Thomas Zurbuchen, administrador associado do Diretório de Missões Científicas da NASA, durante uma coletiva, segundo o site Space.com. “E eu só quero enfatizar novamente: o Webb vale a pena a espera”.

O elemento óptico do Telescópio Espacial James Webb da NASA é retirado de um contêiner de remessa em uma sala limpa da Northrup Grumman em março. O elemento da espaçonave, incluindo o protetor solar dobrado, está à esquerda, antes de passar pelos testes acústicos. Crédito: Northrop Grumman

Caminho tortuoso para um observatório complexo

O Webb é um observatório multiuso que permitirá aos astrônomos estudar algumas das primeiras estrelas e galáxias do universo, procurar por possíveis sinais de vida nas atmosferas de planetas alienígenas próximos e fazer uma variedade de outros trabalhos de alto nível. Seu espelho primário tem 6,5 metros (21,3 pés) de largura, comparado a 2,4 m (7,8 pés) para o Hubble.

“O Webb é vital para a próxima geração de pesquisa para depois do Telescópio Espacial Hubble da NASA”, disse o administrador da NASA, Jim Bridenstine, no comunicado. “Vai fazer coisas incríveis – coisas que nunca pudemos fazer antes – enquanto olhamos para outras galáxias e vemos a luz desde o início dos tempos”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O Webb é otimizado para visualizar os céus na luz infravermelha, e seus instrumentos devem, portanto, ser mantidos muito bem resfriadas. Assim, o telescópio terá um escudo solar gigante do tamanho de uma quadra de tênis, que se desdobrará depois que o Webb chegar ao seu destino final, um local gravitacionalmente estável a cerca de 1,5 milhão de quilômetros da Terra.

A estrada para esse destino tem sido bastante acidentada até hoje. O Webb é um observatório muito complexo que se mostrou difícil para a Northrop Grumman construir e testar, como atestam os repetidos atrasos.

Até há relativamente pouco tempo, a NASA tinha como alvo o lançamento em outubro de 2018. Em setembro do ano passado, no entanto, a NASA anunciou que questões de integração espacial atrasaram o lançamento até a primavera de 2019. Então, em março passado, a agência empurrou a data de decolagem para maio de 2020. Mais tempo foi necessário para testar o Webb. Sistemas intricados e lidar com contratempos, como pequenas rasgos no para-sol, disseram funcionários da NASA na época.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

A agência também montou um comitê de revisão independente (IRB — Independent Review Board) em março para monitorar o progresso nos preparativos do observatório espacial e desenvolver recomendações. O IRB submeteu seu relatório à NASA em 31 de maio, e a agência encerrou sua resposta a esse relatório em 26 de junho. (Você pode ler o relatório e a resposta da NASA aqui — PDF 5,1MB.)

O IRB rastreou o atraso de 29 meses (de uma data de lançamento direcionada de outubro de 2018 a março de 2021) a cinco fatores: erro humano, “problemas embutidos”, otimismo excessivo, complexidade de sistemas e falta de experiência em áreas chaves, como desenvolvimento dos guarda-sóis.

O presidente do IRB, Tom Young, apresentou alguns dos erros humanos mais significativos durante a coletiva de imprensa daquela quarta-feira. Os técnicos usaram o solvente errado para limpar as válvulas de propulsão; fiação inadequada empregada que causou tensão excessiva a ser aplicada aos transdutores; e instalou impropriamente parafusos de proteção contra o Sol antes de um teste importante, disse ele.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Todas as correções simples que não foram implementadas resultaram em um atraso de aproximadamente 1,5 ano, a um custo de cerca de US $ 600 milhões”, disse Young, ex-diretor do Centro de Voos Espaciais Goddard da NASA em Greenbelt, Maryland, e ex-presidente  e chefe de operações da empresa aeroespacial Martin Marietta (que se fundiu com a Lockheed Corporation em 1995, formando a Lockheed Martin).

Daqui para frente O relatório do IRB foi fundamental no mais recente plano da NASA para o Webb, disseram funcionários da agência, ainda de acordo com o site Space.com. De fato, o comitê de revisão independente fez 32 recomendações separadas para o desenvolvimento do observatório, 30 das quais a NASA concorda plenamente, disse Zurbuchen. (A agência ainda está ponderando sobre os outros dois, acrescentou ele.)

Crucialmente, o IRB não recomendou puxar o plugue da tomada do programa do telescópio.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Com todos os fatores que discuti considerados, o IRB acredita que o JWST deve continuar, por causa da ciência convincente e por causa da importância nacional do JWST”, disse Young.

http://www.sciencemag.org/sites/default/files/styles/inline__699w__no_aspect/public/webb%20telescope%20sunshield.jpg?itok=POzgGZ6T

Testes criaram pequenas rasgos no tecido fino do para-sol do Telescópio Espacial James Webb. NASA / Chris Gunn (Fonte: Science)

O aumento no custo de desenvolvimento da missão, de US $ 8 bilhões para US $ 8,8 bilhões, pode complicar essa visão. O primeiro número era um teto imposto pelo Congresso, o que significa que o Webb precisa de outra aprovação do Capitólio para prosseguir.

“Nós submetemos nosso último ‘relatório de violação’ ao Congresso nesta semana”, disse o administrador associado da NASA, Steve Jurczyk, durante a coletiva de imprensa. “E então, é verdade que o Congresso terá que autorizar a continuação com o Webb através deste próximo ciclo de apropriações”.

O Webb é uma colaboração internacional entre a NASA, a Agência Espacial Europeia (European Space Agency – ESA), e a Agência Espacial Canadense (Canadian Space Agency – CSA). O Goddard Space Flight Center da NASA está gerenciando o esforço de desenvolvimento. O principal parceiro industrial é a Northrop Grumman; Space Telescope Science Institute operará Webb após o lançamento.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

De Mike Wall, Editor Sênior do Space.com (adaptado). Originalmente publicado no Space.com.

Referências:

  1. “NASA Completes Webb Telescope Review, Commits to Launch in Early 2021”, NASA, 27 de junho de 2018. https://www.nasa.gov/press-release/nasa-completes-webb-telescope-review-commits-to-launch-in-early-2021;
  2. “NASA Delays Launch of James Webb Space Telescope Again — This Time to 2021”, Space.com, 27 de junho de 2018. https://www.space.com/41016-nasa-delays-james-webb-space-telescope-2021.html;
  3. “NASA’s Webb telescope delayed to 2021”, Science, 27 de junho de 2018.. http://www.sciencemag.org/news/2018/03/flagship-us-space-telescope-facing-further-delays;
  4. “Flagship U.S. space telescope facing further delays”, Science, 01º de março de 2018. http://www.sciencemag.org/news/2018/03/flagship-us-space-telescope-facing-further-delays.

Leitura adicional:

  1. “Building James Webb: the biggest, boldest, riskiest space telescope”, Science, 18 de fevereiro de 2018. http://www.sciencemag.org/news/2018/06/nasa-s-webb-telescope-delayed-2021;
  2. “How Hubble’s successor will give us a glimpse into the very first galaxies, The Conversatio, 16 de setembro de 2015. https://theconversation.com/how-hubbles-successor-will-give-us-a-glimpse-into-the-very-first-galaxies-45970.
Avatar
Publicado por

Mestrando em Estudos Ambientais pela UCES, Buenos Aires. Graduado em Engenharia Civil e pós-graduado em Gestão Pública e Controladoria Governamental. Com interesse por ciência, tecnologia, filosofia, desenvolvimento sustentável e diversas outras áreas do conhecimento humano.

Faça um comentário

Notícia

Durante o desenvolvimento embrionário, os mamíferos (a maioria deles) crescem na cavidade do útero da mãe. Esse ambiente vai se dilatando e desenvolvendo ao...

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.