Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Juno Fará a Primeira Aproximação em Operação com Júpiter

Este sobrevoo de amanhã (27/08) será a primeira vez que a Juno terá todos os instrumentos funcionando a pleno vapor e poderá observar em detalhe o planeta gigante.

Nesse sábado, dia 27 de agosto de 2016, às 09h51, hora de Brasília, a sonda Juno passará pela primeira vez bem perto do topo das nuvens de Júpiter. No momento da maior aproximação, a Juno estará a cerca de 4.200 km acima das nuvens de Júpiter, passando a uma velocidade de 208.000 km/h. Depois dessa passagem, haverá mais 35 passagens próximas do gigante gasoso para a missão primária da Juno.

Neste sobrevoo deste sábado, será a primeira vez que a Juno terá todos os instrumentos funcionando a pleno vapor e poderá observar em detalhe o planeta gigante.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

“Essa é a primeira vez que passaremos perto de Júpiter, desde o dia 4 de julho, quando a sonda entrou na órbita do planeta”, disse Scott Bolton, principal pesquisador da Juno, do Southwest Research Intstitute em San Antonio.

“Agora de volta, nós teremos todos os instrumentos ligados, diferente de quando entramos na órbita quando os instrumentos estavam desligados. Nós temos mais testes para fazer, mas estamos confiantes que tudo correrá bem, e por isso estaremos com todos nosssos olhos e ouvidos ligados e abertos”. Esta será a nossa primeira oportunidade de realmente observar bem de perto o rei dos planetas do nosso Sistema Solar, e começar a entender como ele trabalha”, explica Bolton.

Enquanto que os dados científicos da passagem demorarão alguns dias para serem baixados na Terra, a interpretação dos primeiros resultados não esperarão por muito tempo. “Nenhuma outra sonda orbitou Júpiter de tão perto assim, ou passou sobre os polos do planeta”, disse Steve Lin, cientista de projeto da Juno do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA em Pasadena, na Califórnia. “Esta é a nossa primeira oportunidade e teremos muitas surpresas. Nós precisaremos de um tempo para termos certeza que nossas conclusões estarão corretas”.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Não só o conjunto de oito instrumentos científicos da Juno estarão ligados, mas também a JunoCam, a câmera do espectro visível da sonda, estará fazendo imagens bem perto do planeta. Um conjunto de imagens da JunoCam, incluindo as imagens de mais alta resolução já feitas da atmosfera joviana e a primeira olhada nos polos sul e norte de Júpiter, devem ser lançadas durante o final da próxima semana.

A sonda Juno foi lançada no dia 5 de agosto de 2011, de Cabo Canaveral, na Flórida. O JPL gerencia a missão Juno por meio do seu principal pesquisador, Scott Bolton, do Southest Research Institute em San Antonio. A Juno é parte do New Frontiers Program, que é gerenciado pelo Marshall Space Flight Center da NASA em Huntsville, no Alabama, para o Science Mission Directorate da agência. A empresa Lockheed Martin Space Systems, em Denver, construiu a sonda. O Caltech, em Pasadena na Califórnia, gerencia o JPL para a NASA.

Fonte: http://www.nasa.gov/feature/jpl/nasas-juno-to-soar-closest-to-jupiter-this-saturday

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Avatar
Publicado por

Mestrando em Estudos Ambientais pela UCES, Buenos Aires. Graduado em Engenharia Civil e pós-graduado em Gestão Pública e Controladoria Governamental. Com interesse por ciência, tecnologia, filosofia, desenvolvimento sustentável e diversas outras áreas do conhecimento humano.

Faça um comentário

Tecnologia

Cientistas estão trabalhando em um novo tipo de propulsão hipersônica que poderia permitir aviões voarem a mais de 20.000 km/h (Mach 17).

Plantas & Animais

Minúsculas criaturas, os rotíferos bdelóides, ficaram congelados no permafrost por 24.000 anos e foram recentemente trazidos de volta à vida, produzindo clones em um...

Notícia

Por muitos anos, a ecolocalização humana tem sido uma forma de percepção para pessoas que perderam a visão. Apesar disso, poucas pesquisas reforçavam essa...

Plantas & Animais

Raças menores de cães geralmente apresentam comportamentos mais instáveis. Pode haver, portanto, diversos motivos para cachorros pequenos serem ferozes.