Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

ExoMars adiada por atrasos causados pela covid-19

Renderização computacional do veículo espacial Rosalind Franklin explorará a superfície marciana, enquanto a plataforma científica da superfície (estacionária) russa aparece ao fundo. (Crédito: ESA / ATG medialab)

O programa ExoMars, um esforço conjunto entre a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Roscosmos, a agência espacial da Rússia, teve seu quinhão de contratempos. Um dos principais componentes de sua primeira missão não foi implantado em Marte e agora a segunda fase foi adiada. De acordo com o diretor geral da ESA, Jan Woerner, os testes no rover Rosalind Franklin não estarão completos a tempo do lançamento no verão de 2020, devido em parte à crescente epidemia de coronavírus.

Em 2016, a primeira missão ExoMars chegou ao planeta vermelho. O Trace Gas Orbiter (TGO) funcionou como planejado, permitindo aos operadores coletar novos dados sobre a composição da atmosfera de Marte. No entanto, o lander Schiaparelli liberado pelo TGO não funcionou corretamente. Ele abriu o paraquedas muito cedo e só disparou seus propulsores de descida por alguns segundos antes de colidir com a superfície.

O Schiaparelli ia ser um aterrissador estacionário, mas o rover Rosalind Franklin será capaz de se mover pela superfície e coletar muito mais dados. Portanto, a ESA e a Roscosmos estão compreensivelmente comprometidas em garantir que todos os sistemas sejam totalmente testados antes do lançamento. O hardware ainda precisa passar por vários testes, e a ESA não acredita mais que tenha tempo suficiente para fazer tudo isso para lançar este ano.

Continua depois da publicidade

Atualmente, a Europa está enfrentando altos níveis de propagação da COVID-19 e isso reduziu o número de pessoas capazes de viajar para trabalhar no projeto. Esses atrasos não impediriam a ESA de lançar a missão, mas não podem concluir todos os testes que gostaria a tempo.

Mas o adiamento até 2022, anunciado em um comunicado conjunto da ESA e Roscosmos, não se baseia em nenhum elemento do surto de COVID-19. A equipe simplesmente sabe que vai perder a janela de lançamento do verão. A maioria das missões de Marte é lançada durante os períodos em que Terra e Marte estão próximos um do outro em suas órbitas. É por isso que a NASA pretende lançar o veículo espacial Perseverance neste verão. Passada a janela deste ano, o próximo alinhamento dos planetas ocorre entre agosto e outubro de 2022 e é então que a ESA e a Roscosmos planejam tentar mais uma vez. Enquanto isso, eles terão tempo de sobra para concluir o teste do veículo espacial.

Quando finalmente chegar a Marte, o veículo espacial Rosalind Franklin viajará pela região denominada Oxia Planum em busca de sinais antigos de vida. A ESA e a Roscosmos esperam que o veículo opere por pelo menos sete meses em Marte.

Continua depois da publicidade
Avatar
Publicado por

Mestrando em Estudos Ambientais pela UCES, Buenos Aires. Graduado em Engenharia Civil e pós-graduado em Gestão Pública e Controladoria Governamental. Com interesse por ciência, tecnologia, filosofia, desenvolvimento sustentável e diversas outras áreas do conhecimento humano.


Populares hoje

Mente & Cérebro

Pela primeira vez, pesquisadores conseguiram estudar o momento em que a morte cerebral se torna irreversível no corpo humano, observando o fenômeno em vários...

Plantas & Animais

No fim da década passada, em 2007, cientistas russos, húngaros e norte-americanos recuperaram sementes congeladas de Silene stenophylla, enquanto avaliavam aproximadamente 70 antigas tocas...

História & Humanidade

100.000 anos atrás, um grupo de 36 neandertais caminhou ao longo de uma praia no sul da Espanha. Durante a caminhada, vários indivíduos deixaram...

Personalidades

Michael Faraday (1791-1867) foi um físico e químico inglês. Em 29 de agosto de 1831, ele descobriu a indução eletromagnética. Juventude de Michael Faraday...