Connect with us

Hi, what are you looking for?

Notícia

Eclipse lunar mais longo do século encanta observadores

u/YahyaJ/Reddit

O eclipse lunar total mais longo do século 21 fascinou os observadores do céu ao redor do mundo na sexta-feira (27 de julho).

Com duração total de 1 hora e 43 minutos, este eclipse durou apenas quatro minutos mais curto que o maior evento possível calculado pelos astrônomos. Essa incrível duração permitiu que os espectadores de todo o mundo vissem o fenômeno, com observadores se reunindo em observatórios em toda a zona da totalidade ou, para aqueles com geografia não privilegiada, em sintonia com as transmissões ao vivo pela internet.

A duração extraordinariamente longa do eclipse foi causada por alguns fatores celestes especiais. A Lua estava perto de seu ponto mais distante da Terra e orbitava lentamente, já que no apogeu a velocidade do astro é menor. E isso fez com que ela parecesse menor e levasse mais tempo para viajar através da sombra da Terra. Além disso, a Terra estava perto de seu afélio, o ponto em sua órbita mais distante do Sol, fazendo com que sua sombra fique maior.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

O eclipse lunar total de 27 de julho de 2018, visto de Roma. Marte também é claramente visível nesta foto, que foi capturada e compartilhada em um webcast do astrofísico Gianluca Masi, do The Virtual Telescope Project. Imagem original. Crédito: Gianluca Masi/Virtual Telescope Project

O eclipse começou oficialmente às 14h14 no horário de Brasília (1714 GMT), de acordo com a NASA, e a Lua lentamente se esgueirou para a sombra da Terra, adentrando para a região da sombra denominada de penumbra e começou a escurecer, para posteriormente ficar avermelhada. Mas o ponto alto do show começou às 16h30 (1930 GMT), quando a totalidade iniciou e a Lua estava indo se abrigar na sombra da Terra, na região do cone de sombra denominado umbra.

Por causa do horário, devido à luz do dia, os observadores na América do Norte e a maior parte da América do Sul perderam boa parte do fenômeno e não o viram pessoalmente. Mas os astrônomos armados com telescópios em todo o mundo compartilharam seus pontos de vista e seu entusiasmo.

“À esquerda, você tem o incrível e maravilhoso Coliseu, um mero coadjuvante, e dominando a cena está a Lua”, disse Gianluca Masi, do Projeto Telescópio Virtual (Virtual Telescope Project), durante a transmissão ao vivo pela internet da organização, que compartilhou a visão de um telescópio localizado no antigo Fórum Romano. “Olha, amigos, isso é realmente incrível”, acrescentou ele pouco antes de a totalidade começar.

O astronauta da Agência Espacial Européia, Alexander Gerst, capturou esta visão do eclipse lunar de 27 de julho de 2018 a partir da Estação Espacial Internacional (ISS). Imagem original. Crédito: Alexander Gerst / ESA / via Twitter

A Lua permaneceu na região da umbra ou totalmente eclipsada até as 18h13 (2113 GMT), com o eclipse no seu máximo as 17h21 da tarde (2021 GMT). O evento terminou oficialmente às 20h28 (2328 GMT), quando a Lua saiu completamente da sombra da Terra, terminando sua passagem pela penumbra.

O eclipse lunar foi apenas metade do espetáculo celestial do dia: os observadores também tiveram uma visão incrível do planeta Marte brilhante, que estava em oposição.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Os terráqueos verão novamente um eclipse lunar total em 21 de janeiro de 2019 e, ao contrário do evento de hoje, esse eclipse será visível para os observadores norte-americanos. .

Fontes: Space.com NASA.

Avatar
Publicado por

Mestrando em Estudos Ambientais pela UCES, Buenos Aires. Graduado em Engenharia Civil e pós-graduado em Gestão Pública e Controladoria Governamental. Com interesse por ciência, tecnologia, filosofia, desenvolvimento sustentável e diversas outras áreas do conhecimento humano.

Faça um comentário

Mundo Estranho

O jovem de 23 anos Eik Júnior Monzilar Parikokoriu precisou percorrer nove quilômetros com a ave presa à garganta até chegar num pronto-socorro.

Saúde & Bem-Estar

Os exercícios de alta intensidade de intervalos (HIIT) se tornaram populares nos últimos anos por uma série de razões. Eles não exigem tanto tempo...

Espaço

Planeta Nove? Plutão deixou de ser planeta? Descubra agora quantos e quais são planetas do Sistema Solar.

Espaço

Trouxemos uma pequena seleção das mais belas fotos da superlua que iluminou os céus esta semana. Confira agora mesmo.