Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Como fazer suas necessidades dentro do traje espacial? A NASA aguarda sua proposta

A fim ganhar o desafio do Space Poop, o concorrente deve primeiramente entrar no web site HeroX crowdsourcing. O empreendedor que propuser o melhor minibanheiro espacial de alta tecnologia levará 30.000 dólares – além do reconhecimento dos astronautas em longas missões espaciais, onde ir ao banheiro pode não ser uma opção.

A NASA está realizando um concurso para resolver um problema que tem representado um enorme quebra-cabeças. Chamado de “Space Poop Challenge” (Desafio do Cocô Espacial), a agência espacial premiará com até U$30.000 o autor da proposta mais inovadora para a realização de funções corporais básicas em missões espaciais de longa duração, questão que representa um enorme desafio e com potencialidade de ser fatal no espaço.

A ideia vencedora deve ser um sistema dentro do traje espacial que coleta resíduos humanos por até 144 horas e os encaminhe para longe do corpo, sem o uso das mãos. A inovação também deve funcionar sob as condições espaciais, onde tudo, incluindo sólidos, líquidos e resíduos de gás, flutua em micro gravidade.

Continua depois da publicidade

Basicamente, o que a NASA está buscando é um minibanheiro super-right-tech que possa ser transportado pelos astronautas quando estiverem longe da base ou da nave espacial. Um sistema com tecnologia bastante que seja funcional por até seis dias.

“A NASA (U.S. National Aeronautics and Space Administration) busca soluções propostas para sistemas fecais, de urina e de menstruação a serem usados nos processos de lançamento e entrada da tripulação por um período de duração contínua de até 144 horas”, escreveu a NASA em um comunicado à imprensa. “A tecnologia, integrada em um traje espacial, seria necessária para tarefas estendidas no espaço, bem como ‘cenários de contingência’”.

“À medida que os humanos ultrapassam a órbita terrestre baixa, viajando para Lua e Marte, teremos muitos problemas a resolver – a maioria deles complexos problemas técnicos”, disse o astronauta da NASA Richard Mastracchio, um veterano de quatro voos espaciais, em um vídeo que acompanha o descrição do projeto HeroX. “Mas alguns são tão simples quanto, ‘como nós vamos ao banheiro no espaço?’”

Continua depois da publicidade

Atualmente, quando os astronautas precisam se aliviar durante lançamentos de foguetes ou caminhadas espaciais, as quais podem levar até oito horas, dependem de fraldas absorventes. Mas as fraldas não são soluções viáveis a longo prazo quando os astronautas se aventuram na órbita lunar ou mais além. Se for necessário manter os astronautas vivos por dias dentro de um traje espacial, as fraldas representam um risco muito grande de irritação ou infecção. O sistema deve trabalhar com o Modified Advanced Crew Escape Suit, o terno espacial que a NASA planeja usar nas futuras missões Orion no espaço profundo.

Mesmo a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), a gestão de desejos humanos não é uma tarefa simples. A astronauta italiana Samantha Cristoforetti fez uma visita ao sistema de banheiro da estação em maio de 2015, descrevendo o processo de sucção necessário para afastar os excrementos do astronauta.

“Defecar no espaço com certeza percorreu um longo caminho a partir da década de 1960, quando os astronautas usavam adesivos para anexar sacos de coleta fecal presos aos seus corpos.”, explicou Cristoforetti. “Ir para o banheiro e voltar poderia levar até uma hora. Posso dizer-lhe que o voo espacial nem sempre é fascinante. As pessoas precisam ir ao banheiro, mesmo em uma espaçonave.”

Continua depois da publicidade

No vídeo, a astronauta Sonny Williams mostra como é o banheio a bordo da ISS:

https://youtu.be/Ryx_8JDy1Bw

 

Continua depois da publicidade

Em muitos aspectos, as restrições de um traje espacial pressurizado tornam o Space Poop Challenge uma tarefa ainda mais instigante do que a gestão de resíduos na ISS. Nas diretrizes do projeto, o HeroX observou que “é impossível para um astronauta acessar seu próprio corpo, até mesmo arranhar seu nariz” quando selado dentro do tal traje espacial. O sistema de resíduos deve manter a pressurização do terno e não demorar mais de cinco minutos para um astronauta configurá-lo e usá-lo.

O novo sistema de coleta de cocô espacial deve conter “diariamente por membro da tripulação de até um litro de urina, 75 gramas de massa fecal e 80 mililitros de resíduos menstruais”, conforme a diretriz do concurso informada no site HeroX. O mais importante é que o sistema deve durar seis dias, mantendo os astronautas limpos e saudáveis por um total de 144 horas.

A apresentação de novas ideias brilhantes para abordar o problema está aberta até 20 de dezembro de 2016. Os resultados serão anunciados em 31 de janeiro de 2017. A melhor inovação para uso do banheiro dentro do traje espacial será implementada e usada pela NASA nos próximos três a quatro anos.

Continua depois da publicidade

Saiba mais em: NASA Press Release – Space Poop Challenge  e HeroX Space Poop Challenge.

Avatar
Publicado por

Mestrando em Estudos Ambientais pela UCES, Buenos Aires. Graduado em Engenharia Civil e pós-graduado em Gestão Pública e Controladoria Governamental. Com interesse por ciência, tecnologia, filosofia, desenvolvimento sustentável e diversas outras áreas do conhecimento humano.

Comentários

Populares hoje

Física & Química

O urânio é um elemento químico famoso pela aplicação em usinas de energia nuclear e bombas atômicas. Esse elemento radioativo tem o número atômico...

Notícia

Há 20 mil anos, a Terra estava passando pela mais recente de suas eras glaciais. Devido a alterações na atmosfera do planeta, enormes coberturas...