Connect with us

Hi, what are you looking for?

Espaço

Cientistas usam a lua como espelho na busca por vida extraterrestre

busca por vida extraterrestre
Fonte: M. Kornmesser (ESA / Hubble), NASA e ESA

A busca pela vida extraterrestre é algo que vem sendo discutido com mais afinco durante os últimos anos. Apesar de existirem inúmeros fatores que dificultam levar os astronautas para essas missões espaciais, a confiança de que habitaremos em outro planeta até 2030 é algo animador e até mesmo, sonhador. Em busca de vida em outros locais fora da Terra, os pesquisadores precisam trabalhar com a ferramentas que estão a sua disposição no momento, e uma delas é a nossa Lua.

Em busca de vida fora da Terra, usando a Lua como espelho gigante

Logo em janeiro do ano passado (2019), durante um eclipse lunar, os pesquisadores da NASA conseguiram capturar um momento onde a Lua se tornou um espelho. Capturando os raios de luzes que eram emitidos pelo Sol e os refletindo de volta para a Terra, disse Chelsea Gohd para a Space. Para que esses raios pudessem ser analisados, foi utilizado o telescópio Hubble como o captor de imagens.

O Hubble foi colocado entre a Terra e a Lua, de forma que conseguisse capturar as luzes ultravioletas que foram emitidas e refletidas durante o eclipse. Assim, as análises foram feitas pela NASA em parceria com a Agência Espacial Europeia, para buscarem vida extraterrestre e informações sobre a camada de ozônio, onde os resultados foram publicados em forma de artigo no The Astronomical Journal.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
 ilustração mostra o Telescópio Espacial Hubble em frente a uma imagem da lua durante um eclipse lunar.
Imagem mostra o Telescópio Espacial Hubble em frente a uma imagem da lua durante um eclipse lunar. Crédito da imagem: M. Kornmesser (ESA / Hubble), NASA e ESA.

Essa foi a primeira vez onde o Hubble iria capturar ondas emitidas em forma ultravioleta. Assim, apesar de já ter estudos publicados e relacionado com essa temática, esse possui um grande diferencial: com essa captura de ondas, será possível fazer pesquisas melhoradas sobre os exoplanetas.

Essa captura de imagens seria como uma fonte confiável, onde o Hubble capturasse a camada de ozônio da Terra. Para Allison Youngblood, um dos autores do projeto, “um dos principais objetivos da NASA é identificar planetas que possam sustentar vida. Mas como saberíamos um planeta habitável ou desabitado se víssemos um? Como eles seriam com as técnicas que os astrônomos têm à disposição para caracterizar as atmosferas de exoplanetas? Por isso é importante desenvolver modelos do espectro da Terra como um modelo para categorizar atmosferas em planetas extra-solares”.

A importância da Camada de Ozônio na busca por vida extraterrestre

Segundo Youngblood, do Laboratório de Física Atmosférica e Espacial em Boulder, Colorado, principal pesquisador das observações do Hubble, “encontrar o ozônio é significativo porque é um subproduto fotoquímico do oxigênio molecular, que por si só é um subproduto da vida”. A camada de ozônio funciona como uma importante proteção para o nosso planeta. É ela quem impede que os raios ultravioletas, que são prejudicais, cheguem até os humanos de forma intensa.

Para buscar outros tipos de vida que estejam nos planetas ao redor, a NASA usará essa mesma metodologia, onde irão esperar pelo cruzamento de um exoplaneta com a sua estrela. Assim como a Terra e a Luz, o Hubble será o telescópio utilizado para capturar as luzes que serão emitidas pela atmosfera dos planetas.

Publicidade. A leitura continua abaixo.

Essas luzes também ajudam na hora de identificar quais são os produtos químicos que existem na superfície dos exoplanetas. Uma vez que a taxa de luz emitida será analisada e cada composto tem a sua intensidade. Outro fator chave é a idade de um planeta, quanto mais novo ele for, mais difícil será detectar a camada de ozônio. E assim, estimar a sua facilidade em abrigar vida extraterrestre.

O estudo foi publicado no The Astronomical Journal. Com informações da SmithSonian Magazine.

Publicidade. A leitura continua abaixo.
Ruth Rodrigues
Publicado por

Bióloga de formação, mas divulgadora científica de coração. Escreve sobre o mundo das ciências para o SoCientífica.

Mente & Cérebro

Os corvos são considerados modelos de cognição em psicologia animal, e são uma das mais fortes evidências de que a consciência é um fenômeno...

Plantas & Animais

No oceano, no meio dos corais, você pode encontrar esse estranho organismo. Embora muitas vezes se pareça com uma pedra circular esverdeada e brilhante,...

Plantas & Animais

Cientistas descreveram, em um estudo publicado no Journal of Mammalian Evolution, uma nova espécie gigante de um dente-de-sabre, Machairodus lahayishupup, que teria vivido na América do...

Plantas & Animais

Um novo estudo mostrou que os tubarões, assim com as aves, se orientam pelo campo magnético da Terra para realizar migrações de longa distância.