Arquivos Aquecimento global - Socientífica
 

HomeCategoryArquivos Aquecimento global - Socientífica

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2018/08/The_Rim_Fire_in_the_Stanislaus_National_Forest_near_in_California_began_on_Aug._17_2013-0004.jpg

Aquecimento globalEcologiaMeteorologiaMudanças Climáticas / Aquecimento GlobalMudanças climáticas e incêndios florestais — como sabemos que há uma conexão?

9 meses atrás22 minThe Rim Fire in the Stanislaus National Forest near in California began on Aug. 17, 2013 and is under investigation. The fire has consumed approximately 149, 780 acres and is 15% contained. U.S. Forest Service photo.

Como de costume com o verificado nos últimos anos, o verão de 2018 no hemisfério norte nos trouxe uma epidemia de grandes incêndios florestais.

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2016/11/GelonoÁrtico-1280x720.png

NASA divulga vídeo mostrando as consequências do aquecimento nas últimas décadas O gelo marinho do Ártico, a vasta camada de água do mar congelada flutuando no Oceano Ártico e seus mares vizinhos, foi atingido com um duplo golpe nas últimas décadas: à medida que sua extensão se encolheu, o gelo mais antigo e mais grosso foi diluído ou derretido, deixando a calota de gelo mais vulnerável ao aquecimento do oceano e da atmosfera. A agência espacial dos Estados...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/12/West-Houston-on-Aug-30-after-Hurricane-Harvey-1280x720.png

Aquecimento globalGeofísicaMeteorologiaMudanças Climáticas / Aquecimento GlobalHarvey. Irma. Maria. Por que esta temporada de furacões foi tão ruim?

1 ano atrás27 minAs inundações alcançaram casas e complexos de apartamentos em West Houston, em 30 de agosto, depois que as chuvas do furacão Harvey deixaram inundações generalizadas no Texas. (Jabin Botsford / The Washington Post)

A temporada de furacões de 2017 tem sido um ataque total da Mãe Natureza. Estamos sob cerco, e nossos atacantes têm nomes benignos como Harvey, Irma e Maria. Mas são insensíveis, poderosos, indiscriminados, aterradores, destrutivos, implacáveis e inexoráveis. A Terra estaria tentando nos expulsar do planeta? De novo e de novo e de novo, os ventos mais severos e as chuvas mais difíceis têm batido nos territórios mais indefesos que temos. As ilhas do Caribe,...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/09/drought-climate-change-1280x720.jpg

É comum dizer que de toda a pesquisa científica publicada sobre as mudanças climáticas 97% dos artigos concluíram que o aquecimento global é real e problemático para o planeta, e tem sido exacerbado pela atividade humana. Mas e sobre aqueles 3% de artigos que chegam a conclusões contrárias? Alguns céticos sugerem que os autores de estudos que indicam que a mudança climática não é real, não é prejudicial, ou não são provocados pelo homem estão bravamente defendendo a verdade, como...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/07/01-arctic-melt-colder-winters.adapt_.590.1.jpg

Quando um senador republicano jogou uma bola de neve no chão do Senado no final de fevereiro de 2015, ele estava-a usado para enfatizar sua crença de que a mudança climática causada pelo ser humano era uma conclusão alarmista. A bola de neve tinha sido feita ali mesmo, no recinto Capitólio, em Washington DC, que, na época, estava passando por um inverno atipicamente frio. Se o aquecimento global é real, ele postulou, como poderia a capital da...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/07/climateq-master1050.gif

De Justin Gillis para o The New York Times O assunto pode ser desnorteante. A ciência é complicada. E as previsões sobre o destino do planeta carregam ressalvas sem fim e alguns asteriscos. Nós entendemos. Então, juntamos uma lista de respostas rápidas às perguntas mais frequentes sobre mudanças climáticas. Isso pode dar-lhe um ótimo começo na compreensão do problema. [standout-css3-button href=”http://apoia.se/socientifica”]Considere fazer uma doação à Sociedade Científica[/standout-css3-button] 1. Quanto o planeta está aquecendo? Dois graus. E essa é...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2016/12/aseffhnfhjd.jpg

Os turistas que planejam uma visita a partes do norte da grande barreira de corais devem estar preparados para tristes notícias. Em média, dois terços do coral na área da maior parte primitiva ao norte de Port Douglas, Austrália, foram pronunciados mortos por cientistas que examinaram o recife. É a maior morte de coral já registrada na história da Grande Barreira de Corais, segundo pesquisadores do Centro de Excelência ARC para Estudos de Recifes de...