NaturezaMãe entra na água e luta com tubarões para salvar filha

A jovem estava praticando snorkel durante as férias em família na Ilha Rose nas Bahamas quando dois tubarões-tigre se aproximaram e a atacaram.
Milena Elísios2 semanas atrás
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/11/Ataque-de-tubarões-1-1280x769.jpg

Jordan Lindsey, 21, estava praticando snorkel durante as férias em família na Ilha Rose nas Bahamas quando dois tubarões-tigre se aproximaram e a atacaram próximo de onde sua mãe Kami, nadava em junho, o primeiro atacou a jovem e levou parte de seu braço. Quando ouviu os gritos a mãe, nadou para socorre-la.

Jordan estava mergulhando de snorkel na Ilha Rose quando os tubarões-tigre atacaram. (Crédito: Facebook)

Michael, pai da jovem, contou Good Morning America, como sua filha tentou desesperadamente escapar depois que ela teve a maior parte do braço direito arrancado por um tubarão, após o ataque, a jovem ainda tentou nadar de encontro com a mãe, mas quando finalmente a alcançou, recebeu um segundo ataque na perna, vindo de outro tubarão-tigre, provavelmente atraído pelo sangue na água. A mãe desesperada, alcançou a Jordan, socou o tubarão no nariz o máximo que pôde, e começou a arrastar-la para as pedras.

LEIA TAMBÉM: Tubarão branco tenta comer uma tartaruga, mas acaba morrendo engasgado

“Mãe, está chegando outro tubarão” essa foi a última frase da jovem, e então ela recebeu um novo ataque, dessa vez, no abdômen. A jovem foi declarada morta ao chegar no hospital.

Os tubarões-tigres (Galeocerdo cuvier), costumam viver em águas subtropicais, possuem corpo robusto e podem medir até 6 metros de comprimento. Eles fazem parte, juntamente com os tubarões brancos e os tubarões-touro, das “três grandes” espécies de tubarões agressivos, que são mais suscetíveis a atacar humanos mesmo sem provocações. Tubarões tigre são uma espécie agressiva, ficando atrás apenas dos tubarões brancos, em números de ataques mortais.

LEIA TAMBÉM: Imagens de tubarão misterioso do mar profundo foram registradas

Agora a família está pedindo uma maior segurança para os praticantes de snorkel na ilha – incluindo suprimentos médicos em barcos e treinamento de pessoal em primeiros socorros. Acredita-se que este  ataque seja a primeira fatalidade relacionada a tubarões nas Bahamas há mais de 10 anos.

FONTE / The Sun