NaturezaMergulhador, acidentalmente, vai parar dentro de uma baleia

É provável que a baleia tenha ficado tão surpresa quanto o mergulhador.
Milena Elísios2 meses atrásFoto tirada por Heinz Toperczer. (YouTube / Barcroft Animals; ScienceAlert)
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/10/Dentro-de-baleia.jpg

O fotógrafo da vida selvagem Rainer Schimpf estava nadando e filmando um cardume de sardinhas na costa da África do Sul, quando de repente o mar começou a se agitar. Quando percebeu o que estava acontecendo, o fotógrafo e mergulhador já não podia fazer mais nada, então ele apenas prendeu a respiração e esperou que a baleia não o levasse muito fundo.

“Eu estava tentando tirar uma foto de um tubarão passando pela bola de isca,” Schimpf disse em um vídeo publicado pela Barcroft Animals.

“Depois, tudo escureceu e eu senti alguma pressão no meu quadril.”

“No momento seguinte, senti que a baleia estava virando de alguma forma, e a pressão foi liberada, e depois fui levado pela água para fora da boca dela”, disse Schimpf.

“Voltei para a superfície, onde certamente não parecia muito bem.

LEIA TAMBÉM: Baleia aprisiona leão marinho em sua boca em foto rara

 

Schimpf tem 51 anos e trabalha como operador de turismo de mergulho na cidade há mais de 15 anos e, todos os anos ele costuma documentar a migração. A corrida de sardinha de Port Elizabeth Harbour é a maior migração de animais do Hemisfério Sul. Em certas épocas do ano, gansos, pinguins, focas, golfinhos, baleias e tubarões trabalham juntos para reunir peixes em bolas de isca para facilitar a captura.

LEIA TAMBÉM: Grande tubarão branco foi atacado por criatura muito maior

A baleia não tem muita culpa nessa história, provavelmente buscava uma refeição tentando capturar os peixes do cardume, e acabou surpresa com o fotografo preso em sua boca, quando as baleias abrem a boca, fica um pouco difícil distinguir o que está a sua frente. Mas, mesmo que a baleia quisesse, ela não seria capaz de engolir Schimpf. As baleias de Bryde (Balaenoptera edeni) pertence ao complexo de baleias de bryde, esse animal pode medir até 17 metros de comprimento, mas não possui dentes e têm um esôfago relativamente pequeno, adequado para comer presas pequenas como plânctons, krills e sardinhas, mas não algo tão grande quanto um ser humano.

No fim das contas, uma baleia de Bryde é sem dúvida, uma das melhores criaturas para confundi-lo com comida no oceano.

FONTE / Science Alert