NaturezaA inteligência dos macacos é mais flexível que a dos homens

Humanos tendem a se concentrar em uma única solução que já foi aprendida. Já os macacos optam mais prontamente pela solução mais eficaz.
Milena Elísios1 mês atrás(Imagem: Cena do filme "O Planeta dos Macacos de 1998.")
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/10/Inteligência-dos-macacos.jpg

Um grupo de pesquisadores mostraram que os humanos tendem a se concentrar em uma única solução que já foi aprendida. Enquanto os macacos optam mais prontamente pela solução mais eficaz. O que é uma boa prova de flexibilidade cognitiva.

LEIA TAMBÉM: Macacos podem usar lógica básica para decifrar a ordem dos itens em uma lista, revela pesquisa

“O ser humano é inegavelmente excepcional. Mas às vezes ele também pode ser muito bobo” afirma Julia Watzek, pesquisadora em psicologia da Georgia State University (EUA). Em suas pesquisas sobre a flexibilidade cognitiva dos macacos ela mostra que nossos primos parecem muito mais inclinados do que nós a explorar soluções diferentes daquelas que eles conhecem quando se trata de resolver um problema.

Os dados mostram que diante de um problema, 70% dos macacos capuchinhos (Cebus capucinus) e dos macacos Rhesus (Macaca mulatta) não hesitam em mudar para uma solução mais eficaz do que a que foi previamente ensinada. Enquanto apenas um humano dos 56 que participantes dos testes arriscou.

Os chimpanzés estão entre os animais mais inteligentes do mundo. Eles possuem capacidades muito avançadas para se localizarem no espaço. (Imagem: Convex Creative, cc por 2.0 )

Um problema com nosso sistema educacional

Após assistir a um vídeo mostrando a eficácia da nova solução, muitos humanos decidiram fazer isso. Mas 30% ainda persistiram em usar o primeiro método aprendido. Isto sugere que os preconceitos adquiridos podem levar-nos a tomar decisões ineficazes ou a perder oportunidades.

LEIA TAMBÉM: Macacos paralisados foram capazes de andar novamente com implante cerebral. Humanos são os próximos

Os pesquisadores recomendam que reflitamos sobre a relevância de nosso sistema educacional, que tende a seguir as linhas bem definidas. Eles sugerem que às vezes poderíamos ensinar aos nossos filhos que eles também podem pensar por si mesmos e imaginar soluções diferentes das que ensinamos.

FONTE / Futura-science