NaturezaAterrorizante: dezenas de tubarões devoram uma baleia jubarte

Redação1 mês atrásUm quadro estático de imagens de drone mostram tubarões-tigre se alimentando com uma carcaça de baleia-jubarte, filmado pela empresa de turismo australiana Eco Abrolhos em 20 de maio. (Imagem: © Eco Abrolhos)
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/09/Tubarões-devoram-baleia.jpeg

Há muito tempo tubarões mexem com o imaginário humano e despertam medo nas pessoas, imagens capturadas esse ano mostram que a mistura de horror e fascínio que sentimos por esses grandes predadores, não é tão irracional assim.

LEIA TAMBÉM: Tubarão de 400 anos encontrado no Ártico pode ser o mais antigo vertebrado vivo: confira vídeo

Em 20 de maio, turistas abordo de um cruzeiro australiano testemunharam uma visão incrível e aterrorizante: aproximadamente 70 tubarões-tigre rasgavam a carcaça de uma baleia jubarte em Shark Bay.

A empresa de turismo Eco Abrolhos que levava os turistas, publicou a cena sangrenta em sua página no Facebook:

Day 4 of 14 on the Geraldton to Broome island adventure cruise at Steep Point, Dirk Hartog Island watching 70 tiger…

Geplaatst door Eco Abrolhos op Vrijdag 20 mei 2016

LEIA TAMBÉM: Revelada a causa de grandes tubarões brancos estarem atacando as pessoas

Eles usaram também um drone aéreo para capturar imagens da carnificina e compartilharam o vídeo no Facebook, mostrando dezenas de tubarões-tigre circulando e rasgando a baleia morta, enquanto nuvens de sangue manchavam a água azul turquesa.

LEIA TAMBÉM: Descoberta uma nova espécie raríssima de tubarão capaz de brilhar no escuro

Eco Abrolhos 14 day cruise from Geraldton to Broome and everyw…

Feeding frenzy at Shark Bay – Tigers having a whale of a time.

Geplaatst door Eco Abrolhos op Vrijdag 20 mei 2016

Shark Bay é um Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), na costa oeste da Austrália. Suas águas, ilhas e penínsulas cobrem aproximadamente 2,2 milhões de hectares e abrigam diversas comunidades de plantas, anfíbios, mamíferos terrestres e vida marinha.

LEIA TAMBÉM: Como o tubarão sobreviveu a incríveis quatro extinções em massa

Shark Bay ganhou esse nome em 1699, depois que o explorador inglês William Dampier visitou a região e ficou profundamente impressionado com o número de tubarões que observou lá.

LEIA TAMBÉM: Misterioso tubarão do mar profundo é capturado em filmagens incrivelmente raras

Embora os guias turísticos não tenham conseguido dizer como a baleia chegou lá ou descrever as circunstâncias em torno de sua morte, a visão dessa assustadora frenesi alimentar provavelmente não será esquecida tão cedo.

FONTE / Live Science