NaturezaRara cascavel de duas cabeças é resgatada por herpetologistas

Animais bicéfalos encontrados vivos são extremamente raros.
Damares Alves4 dias atrás4 minCom duas cabeças e um corpo, o bebê cascavel apelidado de Double Dave aparenta estar saudável (Imagem: © ABC)
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/09/Cascavel-de-duas-cabeças-1.jpg

Um bebê cascavel de duas cabeças foi encontrado há algumas semanas por dois herpetologistas em Nova Jersen.

Os pesquisadores Dave Schneider e Dave Burkett encontraram o filhote de apenas algumas semanas enquanto pesquisavam os Pine Barrens, nas proximidades de Nova Jersey.

Animais bicefálicos

Animais bicéfalos raramente chegam a maturidade na natureza, pois decisões simples como se deslizar para a esquerda ou para a direita, ou qual cabeça come primeiro, tornam-se repentinamente batalhas de vontade surpreendentes, deixando animais bicefálicos especialmente confusos e vulneráveis ​​a predadores.

O animal resgatado

Tendo em mente as baixas probabilidades de os animais sobreviverem no meio ambiente, os dois Herpetologistas decidiram levar a jovem cobra ao seu escritório, onde a alimentaram e a batizaram de Double Dave, devido a sua condição e pelo fato de ambos os pesquisadores se chamarem Dave.

“Parece que a cabeça do lado direito é a mais dominante”, disse Schneider à ABC News. “Mas de vez em quando, a outra cabeça quer seguir uma direção diferente.”

Double Davi parece muito saudável, embora Schneider e seus colegas esperem radiografar a pequenina em breve para descobrir se ela possui um sistema digestivo totalmente formado.

Animais de duas cabeças são mais comuns do que se imagina

Animais bicéfalos encontrados vivos – como é o caso da cascavel encontrada pelo pesquisadores – são extremamente raros. Mas o nascimento de criaturas de duas cabeças são mais comuns dos que se pode imaginar.  Como é o caso da tartaruga mutante foi descoberta em uma ilha na Carolina do Sul, Estados Unidos, na última semana, ou de um  cervo de duas cabeças foi encontrado morto no sertão de Minnesota.

Esse tipo de má formação não é um problema atual

Em 2007, foi encontrado um fóssil incomum, um esqueleto de réptil muito pequeno, com cerca de 90 mm de comprimento e uma idade aproximada de 131 a 120 milhões de anos, mas o que chamava atenção no pequeno feto eram suas duas cabeças e dois conjuntos de vértebras cervicais, o que parece ser o registro mais antigo de tal malformação de desenvolvimento em vertebrados.

FONTE / ABC News