ArqueologiaDescoberta a razão que levou antigos egípcios a construírem portas falsas dentro de pirâmides

Mistério que até pouco tempo deixava egiptólogos perplexos foi resolvido.
Redação4 semanas atrás© Jakub Kyncl/Shutterstock
https://i2.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/06/valley-of-the-kings-luxor-egypt-tomb-dcefed5edbce.jpg?fit=1200%2C801&ssl=1

Além dos muitos outros mistérios que “assombraram” os egiptólogos por décadas, os pesquisadores acreditam que finalmente entenderam por que os antigos construtores de pirâmides construíram tantas portas e túneis falsos dentro das pirâmides.

Embora seja sabido que os construtores de pirâmides e túmulos no antigo Egito tentaram ao máximo manter os locais eternos de descanso e seu conteúdo a salvo dos saqueadores, especialistas dizem agora que as falsas portas e túneis dentro das pirâmides nada tinham a ver com saqueadores e ladrões.

E à medida que continuamos a estudar e compreender as pirâmides de Gizé, percebemos que ainda há muito a aprender sobre essa antiga civilização que construiu as majestosas pirâmides, há mais de 4.500 anos.

De acordo com um documentário intitulado Egypt through the Ages, o cineasta e egiptólogo Ryan Woodside revelou uma ‘teoria refrescante’ sobre o uso das entradas falsas que os egípcios construíram dentro das pirâmides.

Segundo os especialistas, essas portas falsas tinham a intenção de se assemelhar totalmente às reais, mas não foram colocadas ali para proteger a tumba, mas provavelmente foram especialmente projetadas para “o espírito passar entre esta vida e a vida após a morte”.

LEIA TAMBÉM: Exposto ao público o papiro que revela o “mistério” da construção da Grande Pirâmide

“Eles acreditavam que o espírito podia entrar e sair e a esposa de Unas tinha uma bela porta falsa”, explicou Woodside, falando sobre o túmulo de Unas, o nono e último rei da Quinta Dinastia do Egito no Antigo Império.

“E, na verdade, com as portas falsas, na maior parte do tempo as mulheres escreviam cartas pequenas demonstrando se estavam zangadas com os maridos ou se queriam ajuda em alguma coisa”, disse Woodside.

Existem alguns documentários que foram recentemente exibidos na TV. Um deles é o documentário do Channel 4 intitulado “A Grande Pirâmide do Egito: A Nova Evidência”, que mergulha na descoberta extraordinária feita por arqueólogos, incluindo Pierre Tallet.

Acredita-se que Tallet tenha encontrado um papiro extremamente bem preservado em uma caverna em Wadi al-Jarf. Depois de estudos, especialistas revelaram que o papiro é o mais antigo e completamente preservado já encontrado no mundo, e nos ajuda a entender muito sobre o processo que envolveu a construção das pirâmides.

Depois de anos decifrando o texto antigo, Tallet acredita que ele detalha informações sem precedentes escritas por um antigo egípcio chamado Merer, que supervisionou o transporte de blocos de calcário de uma pedreira distante no Egito para a pirâmide.

LEIA TAMBÉM: Tumbas de 3.500 anos descobertas em Luxor, no Egito

LEIA MAIS: This is the Real Reason Why the Ancient Egyptians Built Fake Doors Inside Pyramids [Curiosmos]