FísicaA mecânica quântica vai revolucionar a economia global

A ideia por trás da mecânica quântica vai muito além da mera descrição da incerteza inerente aos fenômenos naturais. Na verdade, seu princípio de incerteza subjacente tem muito a nos ensinar sobre o nosso próprio mundo digital - que está se movendo rapidamente para uma economia sem dinheiro.
Damares Alves3 meses atrás8 minCréditos da imagem: Shutterstock
https://i2.wp.com/socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/05/mecânica-quantica-2.jpg?fit=1024%2C520&ssl=1

Em 1978, o matemático paquistanês Asghar Quadir publicou um artigo seminal que, a princípio, atraiu pouca atenção.  Chamado de Quantum Economics (econômia quântica, em livre tradução livre), ele argumentou que a mecânica quântica, como uma estrutura matemática, poderia ser efetivamente utilizada para entender melhor as preferências do consumidor.  Foi a primeira vez que os dois conceitos foram fundidos.

Numa economia em que “o comportamento do consumidor depende de muitos fatores e que o consumidor não está ciente de qualquer preferência até que a questão seja levantada”, o indivíduo pode ser visto como uma entidade e como um ponto dentro do Espaço Hilbert – um espaço vetorial maior que os planos euclidianos bidimensionais.

Créditos da imagem: Shutterstock

Mecânica Quântica na Economia

Foi só a partir da década de 1990 que os economistas começaram a usar formalmente a mecânica quântica para entender os mercados.  O economista Martin Shubik, o físico Martin Schaden e o cientista social Emmanuel Haven começaram a usar formalizações quânticas para modelar a incerteza do mercado de ações.

Essa ideia, nos últimos anos, só cresceu em destaque.  No livro de 2017, The Evolution of Money (A evolução do dinheiro, traduzido do inglês), o matemático David Orrell argumenta que o dinheiro – especialmente como ele existe hoje – tem propriedades dualísticas.  O dinheiro combina as propriedades e o valor com a incerteza abstrata.  É essa incompatibilidade que leva a um comportamento muitas vezes imprevisível.

Enquanto a economia neoclássica e tradicional postula que os indivíduos agem independentemente em suas decisões econômicas, a economia quântica enfatiza que todos são parte de um sistema emaranhado de teoria complexa dos jogos com um número incalculável de cadeias causais.

Créditos da imagem: Shutterstock

Economia Quântica Atende às Tecnologias Emergentes

Muitos economistas que estudam a mecânica quântica no que se refere ao comportamento humano têm observado atentamente o espaço da criptomoeda.  Não apenas a computação quântica terá um impacto significativo na criptografia existente, mas inevitavelmente levará os sistemas descentralizados a um novo paradigma.

Com criptomoedas, a economia quântica encontra sua forma mais destilada: uma rede financeira sem dinheiro, sem fronteiras, que opera com computação matemática sem confiança.  O acaso e a incerteza precisam ser “incorporados” para que essas redes operem com capacidade.

Embora a computação quântica seja frequentemente postulada como potencialmente “quebradora” assinaturas digitais criptográficas e funções hash, a realidade é muito mais complicada.  A maioria dos grandes projetos de criptomoeda já está antecipando essa mudança sísmica e tem planos para lidar com isso.

Créditos da imagem: Shutterstock
Créditos da imagem: Shutterstock

Mecânica Quântica e Criptomoeda

A computação quântica, apesar de estar a anos de distância, tem maior probabilidade de levar as criptomoedas a um paradigma inteiramente novo.  Questões de escalabilidade e uso em massa seriam facilmente resolvidas à medida que a energia computacional acelerasse.  O limite real hoje é o nosso mundo baseado em binários.

O resultado final desse avanço tecnológico seria uma rede financeira sem dinheiro operando em tempo real.  Tal sistema descentralizado global seria capaz de avaliar com precisão a incerteza e medir os inúmeros insumos presentes em uma economia.  O resultado final seria um “supercomputador” sem confiança, não baseado em qualquer local – uma rede global descentralizada que facilitaria o fluxo livre de dinheiro como tratamos a informação hoje.

Uma economia baseada em quantum está muito longe.  No entanto, pode-se ter certeza de que o setor de blockchain certamente desempenhará um papel importante em sua ascensão inevitável.[Anton Lucian/BeInCrypto]

Posts relacionados