Novo contraceptivo - para homens - é seguro e não afeta o desejo sexual
 

MedicinaTestes clínicos atestam que contraceptivo masculino é seguro

Uma nova forma de contraceptivo, projetada especialmente para homens, foi considerada segura por pesquisadores nos Estados Unidos.
Redação2 meses atrás6 minImagem meramente ilustrativa, não tendo nenhuma relação com o fármaco relatado na matéria. (Crédito: Pixabay)

Uma nova forma de contraceptivo, projetada especialmente para homens, foi considerada segura por pesquisadores nos Estados Unidos. E os testes permitiram aos pesquisadores concluírem que a droga não afeta o desejo sexual.

A pílula anticoncepcional masculina é o mais recente meio de controle de natalidade voltado para homens. Embora seja visto pelos cientistas como grande evolução, pode levar algum tempo até que os médicos prescrevam pílulas anticoncepcionais aos homens, já que os pesquisadores calculam que ainda pode levar mais 10 anos para a comercialização do produto. No entanto, cientistas do Instituto de Pesquisa Biomédica de Los Angeles e da Universidade de Washington, ambos nos Estados Unidos, estão confiantes no progresso dos testes.

Está sendo estudado também a viabilidade de um gel, também voltado para pacientes do sexo masculino. A ideia é que esse gel seja esfregado nas costas e nos ombros do homem.

As investigações realizadas até agora serviram para concluir que a droga reduz seguramente os hormônios necessários para a produção de espermatozoides, mas, ao mesmo tempo, não diminui o desejo sexual. Até agora, só há realmente dois métodos contraceptivos destinados aos homens: os preservativos e as vasectomias.

As mulheres, por sua vez, são frequentemente confrontadas com uma grande variedade de métodos para que a gravidez seja evitada. Pílulas diárias, adesivos, implantes, preservativo feminino e dispositivo intrauterino (DIU) são alguns dos mais comuns. No entanto, nenhuma dessas técnicas é cem por cento isenta de efeitos colaterais. As pílulas muitas vezes atrapalham a produção natural de hormonal no corpo feminino, e os DIU’s podem às vezes ser dolorosos e desconfortáveis.

Portanto, é mais que oportuno que, se se você deseja evitar uma gravidez, a responsabilidade pelo controle de natalidade possa ser assumida por qualquer pessoa.

Embora o avanço com as pílulas masculinas seja promissor, é o gel o favorito dos dois produtos. O fármaco está atualmente na fase de testes clínicos, que devem terminar em 2022, de acordo com o jornal MailOnline.

A pílula está fazendo avanços, no entanto. Conhecida como 11-beta-MNTDC (embora se possa afirmar bom nível de certeza de que as empresas farmaceuticas obterão um nome mais atraente), a droga é uma forma sintética de testosterona que pode diminuir a produção de espermatozoides nos testículos sem afetar os níveis normais de testosterona no resto o corpo.

Nos ensaios, 40 homens adultos, sendo que a dez desses foram administrados placebos, tomaram uma dose de 200 mg ou 400 mg da “pílula masculina” todos os dias durante 28 dias.

Ao final dos testes, nenhum dos participantes abandonou o uso da substância em razão de complicações, embora alguns relataram efeitos colaterais leves como dores de cabeça e fadiga. Cinco homens disseram que sua libido estava um pouco menor, embora todos os indivíduos mantiveram suas vidas sexuais como de costume.

Os ensaios clínicos ainda estão em andamento, mas os pesquisadores estão confiantes de que a droga é segura. Novos testes permitirão avançar mais com o desenvolvimento da droga nos próximos anos. Contudo, antes de o produto possa ser comercializado, agências reguladoras precisam aprovar a segurança e eficácia do novo método contraceptivo masculino. [MailOnline].

Você pode doar a partir de R$ 3 mensais e nos ajudar a expandir este projeto. Com a sua ajuda, poderemos alcançar mais pessoas e produzir um conteúdo de alta qualidade. Para doar, clique aqui. É um processo rápido e fácil.