CosmologiaFísicaCientistas encontraram um buraco negro praticamente invisível

Resultados fornecem um novo método para procurar outros buracos negros ocultos e nos ajuda a entender o crescimento e a evolução desses monstros.
Redação4 meses atrás
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2019/03/hidingblackh-1280x1280.jpg

Os astrônomos detectaram um buraco negro furtivo de seus efeitos em uma nuvem de gás interestelar. Este buraco negro de massa intermediária é um dos mais de 100 milhões de buracos negros que se espera que estejam à espreita na nossa galáxia.

Buracos negros são objetos com uma gravidade tão forte que tudo, incluindo a luz, é absorvido e não pode escapar. Como os buracos negros não emitem luz, os astrônomos devem inferir sua existência a partir dos efeitos que sua gravidade produz em outros objetos. Os buracos negros variam em massa de cerca de cinco vezes a massa do Sol a buracos negros supermassivos, milhões de vezes a massa do Sol. Os astrônomos pensam que pequenos buracos negros se fundem e gradualmente crescem, mas ninguém jamais encontrou um buraco negro de massa intermediária, centenas ou milhares de vezes a massa do Sol.

Uma equipe de pesquisadores liderada por Shunya Takekawa no Observatório Astronômico Nacional do Japão observou HCN-0.009-0.044, uma nuvem de gás que se move estranhamente perto do centro da galáxia, a 25.000 anos-luz da Terra, na constelação de Sagitário. Eles usaram o ALMA (Atacama Large Millimeter / submillimeter Array) para realizar observações de alta resolução da nuvem e descobriram que ele está girando em torno de um objeto massivo invisível.

Takekawa explica: “Análises cinemáticas detalhadas revelaram que uma massa enorme, 30.000 vezes maior que a do Sol, estava concentrada em uma região muito menor do que o nosso Sistema Solar. Isso e a falta de qualquer objeto observado naquele local sugere fortemente uma massa intermediária. Ao analisar outras nuvens anômalas, esperamos expor outros buracos negros”.

Tomoharu Oka, professor da Keio University e chefe da equipe, acrescenta: “É significativo que esse buraco negro de massa intermediária tenha sido encontrado a apenas vinte anos-luz do buraco negro supermassivo no centro galáctico. No futuro, ele cairá no buraco negro supermassivo. Isso apoia o modelo de fusão do crescimento dos buracos negros. [Science Daily]

Referência:

  1. Shunya Takekawa, Tomoharu Oka, Yuhei Iwata, Shiho Tsujimoto, Mariko Nomura. Indication of Another Intermediate-mass Black Hole in the Galactic CenterThe Astrophysical Journal, 2019; 871 (1): L1 DOI: 10.3847/2041-8213/aafb07