NotíciaNASA certifica Falcon 9 para missões científicas

Diógenes Henrique1 ano atrásLançamento do GovSat-1 pelo Falcon 9 em janeiro. A SpaceX agora está certificada para usar esse foguete para missões científicas da NASA, começando com um satélite de astronomia programado para lançamento não antes de meados de abril. Crédito: SpaceX
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2018/02/GovSat-1-Launch-Credit-SpaceX-1280x853.jpg

A NASA certificou a versão atual do foguete Falcon 9 da SpaceX para lançar algumas categorias de missões científicas, um marco necessário para o próximo, mas atrasado, lançamento de um satélite espacial de astronomia.

A agência espacial dos Estados Unidos divulgou a certificação em sua proposta orçamentária do ano fiscal de 2019, divulgada em 14 de fevereiro, em uma seção sobre o Programa de Serviços de Lançamento (Launch Services Program – LSP) da NASA. “Em janeiro de 2018, a SpaceX concluiu com sucesso a certificação ‘Categoria 2 ‘ do SpaceX Falcon 9 ‘Full Thrust’ com LSP, que apoia o lançamento da missão Transition Exoplanet Survey Satellite (TESS) em março de 2018 da NASA”, afirmou.

Uma passagem na página seguinte pareceu contradizer essa afirmação, afirmando que a certificação dessa versão do Falcon 9 “está quase concluída”. No entanto, a porta-voz da agência, Cheryl Warner, disse em 15 de fevereiro que o programa LSP completou a certificação da categoria 2 do foguete em 11 de janeiro deste ano.

A certificação de categoria 2 cobre missões de “risco médio” e requer entre uma e três missões consecutivas, dependendo do patrimônio do veículo e do nível de percepção da NASA. Essa certificação foi necessária para abrir o caminho para o lançamento do TESS.

Essa certificação era esperada, mas o fato de que a certificação ainda estava pendente no final do ano passado era motivo de preocupação. Em uma audiência em 6 de dezembro do subcomité do espaço na Casa Branca, Cristina Capelão, do Escritório de Responsabilidade do Governo dos Estados Unidos, alertou que um risco para a missão TESS seria o de que a SpaceX talvez precisasse de mais tempo do que o previsto para ter o certificado do Falcon 9 ‘Full Thrust’ pela NASA.

O representante Mo Brooks (Republicano, Alabama) também levantou questões sobre a certificação do veículo, citando uma falha de lançamento em junho de 2015 em uma missão de carga para a estação espacial e uma explosão na plataforma de lançamento em setembro de 2016. “Você tem alguma dúvida de que a versão do bloco 4 do foguete SpaceX Falcon 9 não será certificada a tempo de o TESS iniciar em março de 2018?”, perguntou ele a Brooks Thomas Zurbuchen, administrador associado da NASA para ciência e um dos presentes na audiência.

O Satélite de Pesquisa de Exoplanetas por Trânsito - TESS (sigla para Transiting Exoplanet Survey Satellite) chega ao Centro Espacial Kennedy da NASA, onde será submetido a preparativos finais para o lançamento. O lançamento está programado para não mais cedo do que 16 de abril, pendente da homologação
O Satélite de Pesquisa de Exoplanetas por Trânsito – TESS (sigla para Transiting Exoplanet Survey Satellite) chega ao Centro Espacial Kennedy da NASA, onde será submetido a preparativos finais para o lançamento. O lançamento está programado para não mais cedo do que 16 de abril, pendente da homologação “range approval”. Créditos: Centro espacial Kennedy da NASA

“Neste momento, não tenho preocupações desse tipo”, respondeu Zurbuchen, observando que a certificação final estava agendada naquela época para o início de 2018.

Já que o Falcon 9 agora está certificado para lançar o TESS, esse lançamento não ocorrerá em março, conforme planejado anteriormente. A NASA disse em um comunicado à imprensa em 15 de fevereiro sobre a chegada da nave espacial TESS na Flórida para os preparativos de lançamento que o lançamento estava agendado para não antes de 16 de abril. A NASA já havia dado uma data não anterior a 20 de março.

A porta-voz do NASA Goddard Space Flight Center, Claire Saravia, afirmou em 15 de fevereiro que o lançamento foi adiado a pedido da SpaceX, que requisitou “tempo adicional para disponibilidade de hardware e para atender aos requisitos da missão de serviço de lançamento da NASA”. O próprio satélite, acrescentou ela, estava em “excelente condição” no Kennedy Space Center, onde está sendo submetido ao processamento de carga útil para o lançamento.

O TESS será lançado em uma órbita elíptica que está em uma ressonância 2:1 com a Lua para realizar uma pesquisa em todo o céu a procura de exoplanetas ao redor das estrelas mais próximas e mais brilhantes. Essa órbita é muito estável e também permite altas taxas de dados da nave espacial.

No entanto, ela limita os dias em que o TESS poderá ser lançado para conseguir a fase correta. Em uma entrevista em janeiro, George Ricker, investigador principal da missão TESS no Massachusetts Institute of Technology (MIT), disse que havia cerca de 40 dias de março a junho, nos quais TESS poderia ser lançado.

Além de certificar o Falcon 9, o Programa de Serviços de Lançamento tem apoiado “atividades preliminares” para certificar a versão atual do veículo de lançamento Orbital ATK Antares, de acordo com os documentos orçamentários. O programa também iniciou discussões de certificação sobre veículos ainda em desenvolvimento, incluindo o New Glenn da Blue Origin, o Next General Launch da Orbital ATK e o Vulcan da United Launch Alliance.

De Jeff Foust* para o SpaceNews.

*Jeff Foust escreve sobre política espacial, setor comercial espacial e tópicos relacionados para o site SpaceNews. Ele tem Ph.D. em ciências planetárias do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e um diploma de bacharel com honras em geofísica e ciência planetária do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech).

We are providing the helping material in two ways which are • PDF • Practice Test Software PDF Exam – the first technique expected of applicants to prepare for CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate, are hand notes that consist of full, comprehensive information about every CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate area.
http://www.itcert-online.com/
It is actually suggesting that the applicants preparing for CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate, use both the preparation approaches. This will help all applicants to earn the assistances of both the approaches.
210-260 pdf
Just focus on over study material for the preparation of CCNA Routing and Switching 200-125 Cisco Certified Network Associate.
300-115
However, most of the time many questions asked in a preceding exam are somewhat repeated either in the same formulation or paraphrased.
cisco
Where does routing occur within the DoD TCP/IP reference model?A. application B. internet C. network D. transport
200-125
The preparation of CCNA Routing and Switching exam, you can do with our preparation material.