Cientistas e artistas enviaram uma mensagem para os extraterrestres
 

AstronomiaCiênciaCuriosidadeTecnologiaTraduçõesCientistas e artistas enviaram uma mensagem para os extraterrestres

Diógenes Henrique19 de novembro de 201710 min

Um grupo de cientistas e artistas simplesmente tentou telefonar para alienígenas. Na tentativa de entrar em contato com a vida inteligente, grupo de pesquisadores envia sinal musical para o planeta GJ 273b. Embora as chances sejam escassas, a equipe espera que essa transmissão seja apenas a primeira de muitas.

Via Smithsonian.com

[dropcap]O[/dropcap] grupo METI emitiu uma mensagem para a anã vermelha GJ 273, também conhecida como a “estrela de Luyten”, que tem a mínima chance de vida inteligente viva em seu pequeno planeta GJ 273b. Como Mike Wall nos relata no Space.com, eles enviaram a mensagem em meados de outubro, mas não revelaram o feito ao público até recentemente.

O METI enviou o seu sinal ao longo de três dias pelo transmissor EISCAT 930 MHz fora da cidade ártica de Tromsø, na Noruega. Mas não espere uma resposta em breve: levará 12,5 anos para que o sinal atinja o sistema estelar e a mesma quantidade de tempo para o retorno da resposta “e aí?”

Como Emma Gray Ellis no Wired explica, a mensagem foi criada por um grupo chamado METI (Messaging Extraterrestrial Intelligence), nome que traduzido significa “Envio de Mensagem Para Inteligência Extraterrestre”, que se separou em 2015 do SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence), instituto cujo nome pode ser traduzido para “Pesquisa por Inteligência Extraterrestre. Enquanto o SETI usa radiotelescópios e outras ferramentas para ouvir sinais que possam ser atribuídos a civilizações inteligentes no espaço, os fundadores do METI querem adotar uma abordagem mais ativa buscando por cumprimentos transmitidos e enviando informações da Terra para outros exoplanetas potencialmente habitáveis.

Então, o que, exatamente, você diz aos alienígenas? O METI fez parceria com o festival espanhol de música Sónar e o Instituto de Estudos Espaciais da Catalunha para criar uma introdução à conversa intergaláctica. De acordo com Sónar, o sinal introdutório chamado de “Hello” (“Olá”) é projetado para captar a atenção de um receptor e para a mensagem possa ser distinguida de sinais naturais como pulsares. O sinal é composto de pequenos pulsos de rádio que clicam e desligam, representando os números primos até 137. O sinal envia um breve tutorial sobre codificação binária de 8 bits que permitirá ao ouvinte entender o resto da mensagem.

A mensagem continua com um tutorial que ensina o ouvinte a converter o sinal digital em som. A mensagem introdutória foi enviada três vezes, cada uma seguida por vários arquivos de áudio digital de dez segundos compostos por 33 músicos e percussionistas. Mesmo que os alienígenas não possam reproduzir fisicamente os sons ou ouvi-los, a equipe espera que eles aproveitem as relações matemáticas das notas.

“É como criar um quebra-cabeça”, Mike Matessa, cientista cognitivo que ajudou a desenvolver a mensagem do METI, disse a Ellis no Wired. “Nós tentamos torná-lo o mais fácil possível, mas é realmente desafiador quando você não pode se referir a nada em sua cultura, apenas ciência”.

Douglas Vakoch, presidente do METI, com sede em São Francisco, diz a Mike Wall no Space.com que esta é a primeira do que ele espera que sejam muitas transmissões. Na verdade, o grupo está programado para enviar uma mensagem musical mais complexa em abril.

“[Esta mensagem] é um protótipo para o que eu acho que provavelmente precisamos fazer 100 vezes, ou 1.000 vezes, ou 1 milhão de vezes”, diz ele. “Para mim, o grande sucesso do projeto virá se, dentro de 25 anos, houver alguém que se lembra de olhar [para uma resposta]. Se pudéssemos conseguir isso, seria uma mudança radical de perspectiva”.

Nem todos pensam que deixar o universo saber sobre nossa existência é uma ótima ideia. O físico Stephen Hawking, por exemplo, advertiu repetidamente que encontrar extraterrestres pode não ser a experiência alienígena que imaginamos. Como Hawking disse em 2015:

Se você olhar a história, o contato entre seres humanos e organismos menos inteligentes tem sido frequentemente desastroso do ponto de vista destes, e os encontros entre civilizações com tecnologias avançadas versus tecnologias primitivas foram maldosos para os menos avançados. Uma civilização que lê uma das nossas mensagens pode estar algo como bilhões de anos à nossa frente. Se assim for, eles serão muito mais poderosos e talvez não nos vejam como mais valorosos do que vemos bactérias”.

Então, novamente, é possível que os alienígenas já saibam que estamos aqui, mesmo que nós não tenhamos transmito a eles arte sonora. Embora esses sinais estejam cada vez mais fracos com a distância, nossas primeiras transmissões de rádio viajaram cerca de 100 anos-luz de distância, e o sinal da televisão não está muito atrás.

Até agora, não ouvimos nada de volta, mas aguardamos ansiosamente os primeiros episódios alienígenas de “Law & Order: Nebulosa do Caranguejo”.

Traduzido e adaptado de “In Attempt to Contact Intelligent Life, Group Sends Musical Signal Toward Planet GJ 273b” do Smithsonian.com