janeiro 2017 - Página 2 de 2 - Sociedade Científica
 

Home2017janeiro 2017 - Página 2 de 2 - Sociedade Científica

Maria Gaetana Agnesi nasceu em 16 de maio de 1718, em Milão. Filha de um nobre professor de matemática da Universidade de Bolonha, que lhe incentivou aos estudos desde criança, disponibilizando à filha tutores que ensinavam grego, hebraico, latim, francês e espanhol. Dizem que aos 9 anos Agnesi publicou um artigo em latim, defendendo os direitos das mulheres em ingressar nos cursos superiores. Seu primeiro livro (Propositiones philosophicae) foi publicado em 1738, e tratava da...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/01/Snake_Rolf_Nussbaumer.jpeg

As cascavéis modernas têm reduzido seu arsenal de armas em relação ao maciço arsenal de suas ancestrais. Os indivíduos de hoje perderam irreversivelmente genes que produzem toxinas ao longo da evolução, reduzindo a gama de toxinas em seu veneno, relatam os cientistas em 15 de setembro, na Current Biology. “Depois de passar por todo o trabalho de desenvolver toxinas poderosas, ao longo do tempo, algumas cobras as têm dispensado”, diz estudo do co-autor Sean B....

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/01/mg22630243.300-1_1200-1200x720.jpg

Pela primeira vez, os cientistas produziram um membro completo com veias e músculos, em laboratório. Um membro artificial de rato é um desenvolvimento emocionante para a medicina regenerativa, uma vez que nos traz um passo mais perto de gerar membros humanos plenamente funcionais criados a partir de células do próprio paciente, o que, em teoria, tornaria os transplantes mais bem sucedidos. Então, como se faz crescer um membro inteiro no laboratório? Em estudo publicado na...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/01/unnamed.png

Monsieur Antoine-August Le Blanc, ou será Marie-Sophie Germain? Marie nasceu no dia 1 de abril, em 1776, na França. Filha de burgueses, seu pai era um grande comerciante de seda. Essa mulher, cheia de audácia e anelo, viveu em um período que, infelizmente, não permitia que toda sua potência pudesse ser expressada. Por conta da leitura, sua vida tomou um rumo promissor. Deixo o aviso: se não quer que sua filha de treze anos se...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/01/dna-1280x720.jpg

Um grande estudo de irmãos gays acrescenta evidência de que os genes influenciam as chances dos homens serem homossexuais, mas os resultados não são suficientemente fortes para provar isso. O estudo diz que, embora homens gays compartilham similaridade na constituição genética, os genes representariam cerca de trinta por cento de chance de um homem ser homossexual. O estudo, publicado em 17 de novembro de 2014 na versão online da Psychological Medicine e que foi o maior até aquela entre os que...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/01/sorg-et-al.gif

Embora uma bactéria pneumocócica individualmente concorra por recursos limitados com todas as outras bactérias presentes no nicho, também pode haver benefícios em um ambiente comunitário. Segundo um estudo, publicado no periódico científico PLOS Biology em 27 de dezembro, bactérias que são suscetíveis a antibióticos podem sobreviver quando há um número suficiente de bactérias resistentes a um antibiótico a sua volta. Esta nova abordagem sobre como o contexto microbiano pode comprometer a terapia com antibióticos é resultado de uma...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/01/future-eye-glitter-large.jpg

De olho no futuro: 2017 verá progressos radicais em ciência e tecnologia Os articulistas do jornal The Telegraph compartilham suas previsões de ciência e tecnologia para 2017, desde a ascensão da inteligência artificial até novos avanços na pesquisa de câncer e o primeiro transplante de cabeça humana. A ascensão da tecnologia de identificação biométrica: de leitores de impressões digitais a scanners de veias Por James Titcomb, editor do Telegraph sobre notícias de tecnologia Pense em...

https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2017/01/mars-snake.jpg

Pesquisadores noruegueses estão trabalhando em um projeto da Agência Espacial Europeia (ESA) para descobrir como robôs-cobra poderiam ajudar na manutenção da Estação Espacial Internacional (ISS) e como eles seriam úteis para a construção de uma base lunar. Esses robôs podem ainda ajudar os cientistas da ESA a explorar cometas. A ESA acredita que pode ser possível a humanidade estabelecer uma base permanente na Lua. Isso pode acontecer em túneis existentes hoje no nosso satélite natural,...