EspaçoAsteroide Nomeado em Homenagem a Freddie Mercury

Diógenes Henrique3 anos atrás9 min
https://socientifica.com.br/wp-content/uploads/2016/09/Freddie-Mercury-Voz-600x400.jpg

O guitarrista do Queen Brian May anunciou que o asteroide 17473, uma rocha de 3,5 km de largura, será conhecido como Freddie Mercury para celebrar o aniversário de 70 anos do cantor.

Um asteroide situado entra as órbitas de Marte e de Júpiter foi nomeado em homenagem ao líder do Queen, Freddie Mercury, que estaria comemorando 70 anos nesse 05 de setembro de 2016.

May afirmou em vídeo que o Minor Planet Center da União Internacional Astronômica passou a designar o asteroide descoberto em 1991, o ano da morte de Mercury, como “Asteroide 17473 Freddiemercury”.

May, que possui doutorado em astrofísica pelo Imperial College, de Londres, disse que o asteroide recém nomeado “é apenas um ponto de luz, mas é um ponto de luz muito especial”.

Freddie Mercury, nascido em 05 de setembro de 1946, escreveu e interpretou sucessos como “Bohemian Rhapsody” e and “We Are The Champions” no Queen, lançando uma dúzia de álbuns entre 1973 e 1991.

O próprio May, que possui formação em física e matemática, tem um asteroide também identificado em sua homenagem, o asteroide 52665 Brianmay .

May anunciou a nova homenagem a Mercury em uma mensagem por vídeo em um evento em memória ao líder do Queen, uma festa nomeada “Freddie for a Day” para 1200 convidados realizada no Montreux Casino no lago Lago Léman, na Suíça, local aos fundos do estúdio onde o Queen gravou uma série de canções, como Under Pressure com David Bowie e Who Wants To Live Forever.

Descoberto em 1991 pelo astrônomo belga Henri Debehogne por meio do Observatório La Silla, o asteroide agora designado por 17473 Freddiemercury orbita o Sol a 20 quilômetros por segundo. Sua órbita levemente elíptica e nunca se aproxima mais que 350 milhões de quilômetros da Terra, o que significa que o corpo celeste chamado 1743 Freddiemercury não representa qualquer perigo iminente para o planeta.

160905131643-freddie-mercury-asteroid-1-exlarge-169
Órbita do asteroide 17473 Freddiemercury em 05 de setembro, dia em que Freddie Mercury faria setenta anos.

Essa rocha espacial reflete apenas um terço da luz solar que chega até ela e está tão distante que pode apenas ser visto com um telescópio. “É como uma cinza no espaço como muitos desses asteroides são”, disse May. “Você precisa de um bom telescópio descente para vê-lo.”

É uma estrela ou é um asteroide? É o 17473 Freddiemercury!
É uma estrela ou é um asteroide? É o 17473 Freddiemercury!

Chris Lintott, professor de astrofísica da Universidade de Oxford e apresentador do programa The Sky at Night na rede de televisão inglesa BBC, disse: “Eu acho maravilhoso um asteroide nomeado em homenagem a Freddie Mercury. Ele se junta à lista que inclui todos os Beatles, Frank Zappa, Bowie e, estranhamente, a banda Yes.  De forma particularmente agradável, esse asteroide tem uma órbita ligeiramente excêntrica ao redor do Sol, exatamente como o próprio Freddie era.”

E a lista de nomes famosos dados a asteroides é longa. Kurt Vonnegut, Vladimir Nabokov, Douglas Adams e Bruce Springsteen todos possuem homenagens em nomes de rochas espaciais, bem como os personagens Don Quixote, James Bond, Sherlock Holmes e Dr Watson.

Outro membro do clube de nomes em asteroides é Monica Grady, professora de ciência planetária da Open University, que empresta seu nome ao asteroide 4731. “É muito apropriado que o Rei do Rock (ou a Rainha do Rock?) seja lembrado desta forma, com a sua própria memorabilia de rocha”, disse ela.

A irmã de Freddie, Kashmira Cooke, participou da festa no Montreux Cassino, hospedada pelo  ex-assistente pessoal e cozinheiro de Freddie,  Peter “Phoebe” Freestone. Os hóspedes foram incentivados a usar trajes amarelos para a noite e jantaram alguns dos pratos favoritos da estrela do rock, incluindo Louisiana frango e torta de cebola.

Falando aos convidados, May agradeceu a Joel Parker, astrônomo e diretor do Outhwest Research Institute em Boulder, Colorado, por garantir praticamente sozinho que o asteroide passasse a ser identificado com o nome do cantor do Queen a tempo para as comemorações. “Estou honrado em ter sido parte do nomeação oficial em reconhecimento a Freddie e a tempo de seu 70º aniversário”, contou Paker ao Guardian. “É maravilhoso que Brian May, também um astrônomo, esteja conectando o Freddie terreno ao Freddie do Cosmos”.

Parker informou ainda que qualquer um que queira ter um vislumbre de Freddie Mercury iria precisar de um telescópio, pois ele é apenas um décimo de milésimo da luminosidade que o olho nu pode ver em um céu escuro. “Não é nem perto de viajar à velocidade da luz”, disse Parker. “Mas do ponto de vista terrestre isso distinguiu um homem supersônico”.

Fontes: The Guardian e Phys.org.