Os neandertais podem não ter sido os desmiolados que os cientistas supunham

Sem armas sofisticadas, os neandertais tiveram que enfrentar presas violentas a curta distância — e eles deveriam ter mais crânios quebrados como prova da suposta falta de inteligência deles.

725 0

Os neandertais costumam ser descritos como os graduandos da Idade da Pedra: sem armas sofisticadas, eles tiveram que enfrentar presas violentas à curta distância como rinocerontes (ilustrado acima) — e eles deveriam crânios mais lesionados devido a realização de tal tarefa. Mas um novo estudo revela que nossos parentes humanos mais próximos não são menos propensos que os nossos parentes da idade na Idade da Pedra a apresentar ferimentos cranianos.

Em um estudo recente, pesquisadores reuniram dados de estudos anteriores sobre 295 ossos do crânio do Neanderthal e 541 ossos do crânio humano moderno de indivíduos que viveram na Eurásia entre 80.000 e 20.000 anos atrás. Apenas 39 dos ossos do crânio 14 neandertais e 25 humanos modernos mostraram sinais de lesões, como lesões no osso. Isso é uma taxa de lesão de 5% nos ossos do crânio de ambas as espécies, sugerindo nenhuma diferença real entre os dois, relata equipe na Nature.

Então, como os neandertais permaneceram seguros? Eles podem ter matado presas ao colocá-las em armadilhas naturais na paisagem, escrevem os autores, ou cooperado em caçadas para reduzir as chances de os indivíduos sofrerem ferimentos.

No entanto, jovens neandertais pareciam ter proporcionalmente mais pancadas na cabeça: dos 14 ossos neandertais com ferimentos, nove provinham de indivíduos com menos de 30 anos, enquanto que apenas sete dos 25 ossos humanos modernos com ferimentos provinham de indivíduos tão jovens. Então, é possível que jovens neandertais tenham assumido mais riscos do que jovens membros de nossa própria espécie. [Science]

Imagem de capa: Gleiver Prieto & Katerina Harvati / Science.

Referências:

  1. BEIER,Judith; ANTES, Nils; WAHL, Joachim & HARVATI, Katerina. Similar cranial trauma prevalence among Neanderthals and Upper Palaeolithic modern humans. Nature (2018). http://dx.doi.org/10.1038/s41586-018-0696-8 <https://www.nature.com/articles/s41586-018-0696-8>
  2. BARRAS, Colin. Neanderthals may not have been the headbangers scientists once assumed. Science (2018), 14 nov. doi:10.1126/science.aaw0626 <https://www.sciencemag.org/news/2018/11/neanderthals-may-not-have-been-headbangers-scientists-once-assumed>
Publicação arquivada em